Noticias

Bolofofos alcança a marca de 10 milhões de inscritos e acumula sucessos no YouTube

O canal de conteúdo para a família Bolofofos chegou aos 10 milhões de inscritos no YouTube e é exemplo de sucesso do empreendedorismo brasileiro e criatividade. Para comemorar esse marco, a família idealizadora do negócio recebeu a placa de Diamante do YouTube, um reconhecimento por todo o trabalho dedicado ao canal.

O sucesso por trás desse projeto é responsabilidade de Eduardo San Marino e sua família, mas se engana quem pensa que o canal já começou com milhões de inscritos e visualizações. Eduardo teve anos de muito trabalho e dedicação à produção de conteúdo para fazer o canal Bolofofos, hoje com 10 milhões de inscritos, conquistar um espaço entre as crianças do Brasil e transformá-lo num grande negócio. O canal foi um dos destaques do último Relatório de Impacto Econômico do YouTube, realizado pela Oxford Economics, e faz parte do ecossistema criativo da plataforma, que contribuiu com R$ 4,55 bilhões no PIB do Brasil.

A ideia surgiu em 2014 com o nascimento do segundo filho e a percepção que faltava conteúdo infantil de qualidade que agradasse aos pais e às crianças. A família, que mora em Uberaba, Minas Gerais, embarcou nesse desafio e iniciou uma história de determinação, criatividade e valores familiares, com todos participando da produção dos vídeos. Duda, a filha mais velha, dá voz aos clipes. Ricardo, o filho mais novo, tem ideias de conteúdo e Fernanda, esposa de Eduardo, administra assuntos jurídicos e financeiros.

Com clipes de animação e músicas originais, em gêneros que vão do axé ao heavy metal, o Bolofofos parte de situações que os San Marino vivem juntos. “A nossa missão sempre foi levar alegria e diversão para todo mundo e ver isso se concretizar no nosso canal no YouTube é incrível. As ideias e histórias que as pessoas visualizam nos nossos vídeos são coisas que acontecem no nosso dia a dia como família, essa é a nossa verdade”, afirma Eduardo San Marino.

Hoje, Rick, Sophie, Bunny, Pow e Pipi, os cinco personagens da turma do Bolofofos, estão juntos nos 57 vídeos e superam 9 bilhões de visualizações no canal do YouTube. Número que reforça os dados do último Relatório de Impacto YouTube no Brasil, que mostrou que 94% dos pais que usam o YouTube concordam que a plataforma (ou o YouTube Kids para crianças menores de 13 anos) tem conteúdo de aprendizagem e/ou entretenimento de qualidade para seus filhos.

A renda gerada com o canal no YouTube ajudou a família a se mudar para um apartamento maior, onde puderam montar um estúdio para criar mais conteúdo. O levantamento realizado pela Oxford Economics para o Relatório de Impacto aponta que 87% dos criadores que ganham dinheiro com o YouTube concordam que a plataforma oferece uma oportunidade de criar conteúdo e ganhar dinheiro que não encontrariam na mídia tradicional. Em 2021, Eduardo finalmente pôde sair dos seus outros empregos e se dedicar em tempo integral ao canal e agora observa a evolução do seu trabalho. “Foram cerca de cinco anos para alcançar a marca de 100 mil inscritos, mas agora são 100 mil a cada duas semanas.”.

O canal, um dos que mais cresce no país, possui sucessos como o “Funk do Pão de Queijo”, que agrada desde os avós até as crianças, e acumula impressionantes 1,5 bilhão de visualizações no YouTube. É como se toda a população da Índia, país mais populoso do mundo, tivesse visto o vídeo. O videoclipe de Look What You Made Me Do da Taylor Swift, por exemplo, possui 1,4 bilhão de visualizações.

Sobre o reconhecimento ao alcançar os 10 milhões de inscritos, Eduardo ressalta que sem o YouTube não consegue imaginar se teria sido possível o Bolofofos existir e ser um sucesso como é hoje. “O YouTube é essencial e um facilitador para nós. O YouTube tem um alcance imenso, além de nos dar visibilidade por chegar em todo mundo, é democrático, gratuito e mistura várias formas de conteúdo e, no nosso caso, também nos permite dialogar diretamente com as crianças e fazer parte do YouTube Kids.”, segundo Eduardo.

unnamed 2023 11 17T110801.196 696x522 1

Crianças conectadas e conteúdo infantil

Casos como o do Bolofofos mostram o sucesso e a audiência que os menores de idade proporcionam atualmente. Por isso, o YouTube Kids foi desenvolvido e pensado especialmente para oferecer uma experiência mais segura, simples e divertida para as crianças menores de 13 anos, com ferramentas que ajudam as famílias a guiar a jornada dos menores na plataforma. Segundo uma pesquisa de 2023 da Quantas, realizada com pais de crianças entre 3 e 12 anos, 72% afirmaram que seus filhos consomem conteúdos do YouTube Kids.

“A responsabilidade é nossa maior prioridade no YouTube, e focamos, principalmente, na proteção de menores e famílias. Estamos sempre buscando novas maneiras de criar um ambiente apropriado para conteúdo familiar no YouTube, por isso investimos muito em políticas, tecnologia e nas equipes que ajudam a tornar a experiência das crianças e famílias o mais segura possível.”, afirma Amanda Berezoski, Gerente de Parcerias de Família e Conteúdo Infantil no YouTube.

Cada vez mais cedo as crianças têm tido acesso à internet e aos mais diversos conteúdos disponíveis, mas o mesmo não tem acontecido com o monitoramento e controle dos pais e responsáveis. Uma pesquisa realizada pela Nielsen a pedido do Google revelou que apenas 17% dos pais e mães usam ferramentas de controle parental para monitorar a atividade digital dos filhos.

Ainda segundo a pesquisa da Nielsen, a maioria dos pais e responsáveis fazem a supervisão ao vivo da atividade dos filhos na internet, observando ou estando por perto sempre que os filhos estão conectados. Apesar do acompanhamento ao vivo ser indispensável, ferramentas como as disponíveis no YouTube Kids, são cada vez mais importantes e permitem que os pais personalizem a experiência individual do seu filho e os ajudam a decidir o que é melhor para as crianças, como definição do tipo de conteúdo, bloqueio de canais e vídeos e controle de tempo de uso. Além de oferecerem mais autonomia para os pequenos navegarem pelos conteúdos adequados para cada faixa de idade.

unnamed 2023 11 17T110843.888

Recursos e controles para a família disponíveis no YouTube Kids: 

  • Perfis individuais e adequados para a idade de cada criança com conteúdos, configurações e recomendações específicas.
  • Opções de conteúdo para crianças de até 4 anos (pré-escolar), 5 a 8 anos (Crianças menores) e acima de 9 anos (Crianças maiores), além de opções personalizadas pela família.
  • Controles que permitem que a família possa bloquear canais e vídeos, desativar a opção de pesquisa, definir a configuração do nível de conteúdo adequado para a criança, e muito mais.
  • Bem-estar digital com a reprodução automática desativada por padrão e um timer para controlar o tempo de uso.
  • Diversão em qualquer tela. O YouTube Kids pode ser utilizado em dispositivos móveis, computadores e smart TVs.

Fonte: EP Grupo

Thiaggo Camilo - @thiaggocamilo

Jornalista e assessor de imprensa. Foi jurado do quadro musical do programa Mais Show com Danny Pink na Rede Vida. Colunista do Tô Na Fama!, portal parceiro de conteúdo do IG. Atualmente está a frente da sua agência de comunicação e licenciamento. Redes sociais @thiaggocamilo | @thiaggocamilopress

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo