Noticias

Campeonato Mundial de Jet Ski 2023 acontecerá na Austrália, no começo de junho

Em entrevista exclusiva, principal esperança de medalha para o Brasil, Bruno Jacob comenta preparação e aponta desafios da modalidade

Os esportes aquáticos estão com boas expectativas para o próximo mês de junho. Dentro do calendário de eventos, uma das modalidades mais aguardadas é o Campeonato Mundial de Jet Ski, a ser disputado entre os próximos dias 1º e 04, em Sunshine Coast, em Queensland, na Austrália.

A competição terá mais de 100 atletas de alto nível e reunirá diversas modalidades radicais de praia, como skate, bike, jet e surf. Entre todos esses competidores, um brasileiro, natural da Bahia, se destaca como esperança de medalha para o país: Bruno Jacob, multicampeão dos mais diferentes torneios da categoria, como Campeonato Brasileiro e o Campeonato Mundial de Jet Sky, realizado em Salvador. O esportista chega a sua 13ª participação do circuito do esporte e, durante conversa exclusiva com a reportagem, o soteropolitano afirma que chega na Austrália em seu melhor momento e em seu auge físico.

Me encontro no meu melhor momento. Estou realizando ótimas manobras para que os árbitros fiquem surpreendidos e concedam uma ótima nota. Tenho uma boa equipe ao meu lado, que estará comigo na Austrália e, consequentemente, deixará a competição menos desafiadora. Acredito que eu esteja com uma boa forma física e mentalmente para conseguir me concentrar 100% na competição. Outro fator favorável é o local onde será realizado o torneio, pois estou bem habituado com suas particularidades”, afirmou.

Um torneio tiro-curto e com tamanha importância como o Campeonato Mundial de Jet Ski exige estratégias diferentes das competições com durações maiores e apresenta desafios dos mais variados. Perguntado sobre quais são as maiores adversidades que os competidores podem enfrentar, Bruno aponta a saúde mental como um dos fatores que podem atrapalhar o desempenho dos atletas.

“Acredito que a maior dificuldade é a questão da saúde mental. Se você conseguir se concentrar 100% na competição, certamente terá um desempenho muito bom. Durante a preparação para o torneio, devemos conhecer as particularidades do local onde será realizado e treinar em cima delas para que, caso elas apareçam, não sejamos surpreendidos e consigamos manter um ótimo desempenho”.

A rotina de treinos de Bruno no pré-torneio fica ainda mais intensa. A preparação é focada em duas etapas: tanto na academia para o fortalecimento de músculos, quanto no mar, para a execução de manobras. O baiano explica que ele treina todos os dias, por causa da alimentação.

“Nossa preparação começou há bastante tempo e ela é focada em dois tipos de treino: o realizado na academia e o realizado no mar. Ambos são fundamentais, pois tanto o fortalecimento de músculos quanto a prática de execução de manobras possuem o mesmo grau de importância. Agora, com a aproximação do Campeonato Mundial, a intensidade fica ainda mais elevada”.

Atualmente, o Brasil é o segundo maior consumidor de Jet Ski no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. Para Bruno, a popularização da modalidade no país é questão de tempo, tendo em vista o surgimento de novos atletas e a vontade de meninos e meninas de quererem praticar.

“Vejo com bons olhos o crescimento da popularidade da modalidade no Brasil. O surgimento de novos meninos e meninas interessados no esporte é um indício de que estamos conseguindo atrair pessoas. Minha ambição é alastrar cada vez mais o profissionalismo do Jet Ski”, concluiu Bruno Jacob.

(Com colaboração: Nicolas Robert)

Gabriella Vivere

Gabriella Vivere, tem em seu currículo um vasto conhecimento tanto na comunicação, quanto em gestão de empresas. Além de jornalista, em seus mais de 15 anos de experiência em conectar pessoas e empresas, ela também é especialista em vendas, grandes marcas, commodities e mercado internacional. A paixão por comunicação surgiu após trabalhar em uma agência multinacional de notícias. Seu talento e expertise com novos negócios lhe deram visão para ampliar suas conexões e experiências profissionais. Assim, abriu sua própria agência de comunicação, assessoria de imprensa e marketing, a Vivere Press, onde acompanha de perto todos os processos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo