Saúde

Desvendando o declínio da libido: Mulheres acima dos 40 anos e os desafios da sexualidade

A Dra. Ana Paula Leal revela as causas e soluções para a queda da libido feminina

No cenário contemporâneo, o declínio da libido nas mulheres acima dos 40 anos tem se tornado uma questão cada vez mais relevante. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), estima-se que cerca de 30% das mulheres nessa faixa etária enfrentam desafios relacionados à diminuição do desejo sexual, impactando significativamente sua qualidade de vida e bem-estar.

Apresentando uma visão especializada sobre o tema, a Dra. Ana Paula Leal, renomada médica especializada em ginecologia e obstetrícia, traz insights valiosos sobre os principais fatores bioquímicos e hormonais associados ao declínio da libido nas mulheres mais velhas.

Ana Paula destaca que a menopausa desencadeia alterações hormonais significativas, com a diminuição da produção de estradiol pelos ovários sendo um dos principais responsáveis pelo ressecamento vaginal e diminuição da lubrificação durante o ato sexual. Esses sintomas, somados a ondas de calor, alterações de humor e insônia, contribuem para a redução do desejo sexual nesse grupo etário.

Além das questões hormonais, a Dra. Ana Paula ressalta que o estresse, as expectativas sociais e as demandas do cotidiano exercem um papel crucial na queda da libido em mulheres acima dos 40 anos. O cansaço físico e emocional resultante da sobrecarga de atividades familiares e profissionais muitas vezes leva as mulheres a relegarem a vida sexual a segundo plano, afetando sua autoestima e confiança.

Diante desse panorama desafiador, ela também enfatiza a importância de abordagens terapêuticas abrangentes para restaurar ou manter a libido em mulheres com idade avançada. Além da reposição hormonal com estradiol, testosterona e progesterona, ela destaca a relevância de práticas não farmacológicas como atividade física regular, alimentação balanceada e suporte psicológico. A individualização do tratamento é essencial, considerando possíveis interações medicamentosas que podem afetar a libido.

Em suma, a queda da libido em mulheres acima dos 40 anos é um tema complexo que envolve múltiplos fatores hormonais, emocionais e sociais. Com orientação especializada e um enfoque holístico no tratamento, é possível promover uma melhora significativa na qualidade de vida sexual dessas mulheres, permitindo-as desfrutar plenamente de sua sexualidade madura.

Gabriella Vivere

Gabriella Vivere, tem em seu currículo um vasto conhecimento tanto na comunicação, quanto em gestão de empresas. Além de jornalista, em seus mais de 15 anos de experiência em conectar pessoas e empresas, ela também é especialista em vendas, grandes marcas, commodities e mercado internacional. A paixão por comunicação surgiu após trabalhar em uma agência multinacional de notícias. Seu talento e expertise com novos negócios lhe deram visão para ampliar suas conexões e experiências profissionais. Assim, abriu sua própria agência de comunicação, assessoria de imprensa e marketing, a Vivere Press, onde acompanha de perto todos os processos.
Botão Voltar ao topo