Saúde

Dia dos Namorados pode ser silencioso? Psicóloga comenta o chamado mutismo seletivo

Especialista Elisa Vieira comenta sobre como o mutismo seletivo pode ser um desafio na hora das relações amorosas

O Mutismo Seletivo (MS) é definido como um transtorno de ansiedade, no qual a pessoa apresenta incapacidade de falar e se comunicar em ambientes sociais selecionados. Um exemplo pouco conhecido do Mutismo está presente no personagem Rajesh “Raj” da série “Big Bang: A Teoria”, interpretado por Kunal Nayyar, ele é conhecido pela sua dificuldade em conversar com mulheres. Em entrevista o ator chegou a comentar o seguinte sobre seu personagem: “Raj pode falar na presença de pessoas diversas, mulheres inclusive, mas não pode falar diretamente com garotas. Isso se chama mutismo seletivo”.

Com a chegada dos dias dos namorados e a busca por parceiros para comemorar a data muitas pessoas podem se encontrar como “Raj” sofrendo de uma grande ansiedade social durante a tentativa do flerte, por isso Elisa Vieira afirma a importância de conhecer o Mutismo Seletivo e seu tratamento, “Conhecer o transtorno e as formas de manejo clínico é essencial para o bom andamento do processo. O tratamento para os casos de Mutismo Seletivo é definidos conforme cada paciente”.

Além disso, a psicóloga afirma haverem diferentes tipos de manifestação do transtorno, chamando a atenção para os casos mais graves: “É importante ressaltar que o mutismo seletivo pode se apresentar em níveis de intensidade. O nível mais severo seria a pessoa que não se comunica em nenhum lugar e com ninguém fora de seu ambiente de pertencimento;  tem dificuldades para movimentar o corpo, não sinaliza seus desejos de nenhuma forma. Neste nível falamos de uma pessoa ‘congelada’ ”.

Então, a data que celebra o amor entre casais e também pode funcionar para que pessoas que apresentam o transtorno de ansiedade social percebam seus sinais de alerta. Apesar de alarmante, o Mutismo Seletivo tem tratamento e atualmente ganha maior notoriedade em seus estudos, como afirma Elisa: “No passado o Mutismo Seletivo foi extremamente subdiagnosticado, uma vez que o conhecimento sobre o transtorno era extremamente vago. Atualmente campanhas de conscientização estão fazendo com que ele venha a ser mais conhecido no Brasil e no mundo propiciando um número maior de diagnósticos, inclusive de forma precoce, o que favorece demais o tratamento”.  

Gabriella Vivere

Gabriella Vivere, tem em seu currículo um vasto conhecimento tanto na comunicação, quanto em gestão de empresas. Além de jornalista, em seus mais de 15 anos de experiência em conectar pessoas e empresas, ela também é especialista em vendas, grandes marcas, commodities e mercado internacional. A paixão por comunicação surgiu após trabalhar em uma agência multinacional de notícias. Seu talento e expertise com novos negócios lhe deram visão para ampliar suas conexões e experiências profissionais. Assim, abriu sua própria agência de comunicação, assessoria de imprensa e marketing, a Vivere Press, onde acompanha de perto todos os processos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo