FamososLGBTQIA+MúsicaReligião

Expulso de igreja, cantor deixa o gospel pelo pop e grava clipe em sex club de São Paulo

A história de Maikon Balbino, cantor de 32 anos, se parece com a de muitos homens gays. Após se assumir a homossexualidade, o rapaz foi expulsa da igreja evangélica que frequentava quando mais jovem. Em 2022, ele lançou um álbum com o segmento pop. O EP, chamado ‘ME’, com 5 canções, teve uma das músicas, ‘ Não Resisto a Nós Dois ‘, regravação de um dos grandes sucessos de Wanessa Camargo, entre as mais tocadas do ITunes. O cover teve o aval da cantora e de sua gravadora. Wanessa amou a homenagem.

Maikon cresceu no meio Gospel e após sair da igreja prometeu que levaria o “amor de Deus” para todas as pessoas LGBT+ e mostrou que a espiritualidade é muito mais importante do que levar o título de alguma igreja, e começou a trazer para suas músicas mensagens reais sobre amor, amizade e aceitação. Ele agora se prepara para o lançamento do seu novo EP ‘Independente’.

Maikon cantor Dédalos

Seu primeiro single, ‘Ainda Estou Aqui’, com lançamento para 15/08 aborda situações de fetiches, desejos e sexo. Em uma vibe mais “realista”, o primeiro single é cheio de sensualidade, com direito a clipe gravado no bar ‘Dédalos Bar’, conhecido por ser o maior “point de pegação gay” de São Paulo. O vídeo tem algemas, couro e cenas gravadas em um dark room. A letra é ousada, assim como o cantor, e seu parceiro de clipe, o modelo Leo Rodriguez.

Além de ‘Ainda Estou Aqui’, o EP ‘Independente’ procura trazer canções sobre amizade, curtição, quebra dos paradigmas da “família tradicional”, e situações do cotidiano de pessoas lgbtqiapn+.

‘Ainda Estou Aqui’ estará disponível em todas as plataformas digitais a partir de 15/08. O EP ‘Independente’, será lançado oficialmente no mês que vem.

Assista pelo Youtube!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo