Moda

Marca Italiana de bolsas hypadas chega ao Brasil

"Save My Bag" chega ao Brasil com suas 40 cores e conceito inovador

Há algo de novo no ar… Trata-se da incomparável leveza e da diversidade de cores – as muitas cores – da Save My Bag, marca italiana de bolsas que está aportando no mercado brasileiro.

Agosto é o momento da estreia, com endereço certo: o 3º piso do Shopping Anália Franco, em São Paulo. A consumidora brasileira conhecerá, então, em primeira mão, os modelos que já fazem sucesso em países como França, Japão, República Tcheca, México, Espanha, Austrália, Turquia, Tailândia, entre outros mercados, além da Itália, o berço da marca e da produção.

Ponto de venda e conceito Toda a exuberância de cores, padrões e composições não poderia ter um melhor “display” para exposição. As sócias brasileiras nesta empreitada são Laura Pozza e Cinthya Souza. E foram elas que idealizaram o Espaço Save My Bag Concept, de 25 metros quadrados, totalmente transparente, como uma imensa vitrina para os modelos que estão chegando.

“Em São Paulo, as bolsas Save My Bag (ou SMB) surgem com a força e com a atitude da consumidora da marca”, destaca Laura Pozza. E acrescenta: “As peças podem ser personalizadas com pinturas exclusivas, ao gosto da consumidora”.

Com fábrica em Bergamo, norte da Itália, a Save My Bag produz bolsas totalmente laváveis à mão, à prova de chuva, levíssimas e confeccionadas sem a menor sombra de crueldade animal, por não serem de couro nem levarem qualquer adereço de origem animal. “Save My Bag é feita para mulheres urbanas de todas as idades, com personalidade forte, que não têm medo de quebrar regras e paradigmas”, afiança Cinthya Souza.

Leves e sustentáveis Queridinha entre influencers europeias e tendo já estrelado em produções de Patricia Field (costume designer de O Diabo Veste Prada, Sex in The City, entre outros), as bolsas Save My Bag levam feminilidade e informação de moda em seu design. Vale lembrar que a inspiração vem do famoso modelo Birkin, da Hermès.

Confeccionadas em tecido poli-Lycra® – mais leve do que o neoprene –, as peças podem pesar até 300 gramas, mantendo resistência e formato original. Miss é o modelo icônico, com alças de mão e tira com fecho na parte superior da bolsa.

O zíper com delicado cadeado é detalhe de estética e segurança. Já a versão Pop Star, mais longa, mais clean e também com alças curtas, é sinônimo de praticidade. Princess é a proposta para quem quer a bolsa como acessório decorativo e levar nela aquilo que for essencial. Na linha com toque mais urbano, surgem os modelos Euphoria (com franjas) e Design Week (com motivo de skyline “esculpido” na peça).

Já os modelos Calypso e Lady Bamboo (com alças literalmente feitas de bambu), amplas e de linhas retas, atendem à mulher executiva que faz da bolsa um detalhe do seu look. Rivieri Maxi e Rivieri Midi, por sua vez, são bolsas de mão, que brincam com o jogo de cores e detalhes de babados aplicados, sem deixar a praticidade de lado.

A linha Save My Bag se complementa com bolsas de viagem, com mochilas lisas e estampadas e com bolsas pequenas a tiracolo para o vaivém do dia a dia. A cartela original da SMB é composta por 40 variações de cores, além das estampas e das múltiplas combinações possíveis de tons e semitons. Mas não é só: a marca é adepta da customização, feita por designers muitas vezes presentes nos pontos de venda.

Executiva italiana no Brasil, para o lançamento A proposta tem tudo a ver com um dos pilares da marca, que diz “Deixe o cinza e os seus tons para aqueles sem fantasia”. Afinal, o ponto de partida da SMB é justamente “Deixe o conformismo para aqueles sem personalidade”, como salienta Valentina Azzia, empresária italiana idealizadora da marca e do conceito SMB.

Valentina, que estará no Brasil para o lançamento, tem o hábito de criar um modelo para cada país onde as bolsas se estabelecem. Para cá, ela já criou a versão Rio, que traz pitadas de latinidade, expressa pelas cores ensolaradas.

Instagram: @savemybagbr

Tania Voss

Tânia Voss é jornalista formada, colunista social e assessora de imprensa. Tudo começou no Jornal Destaque do município de Taboão da Serra, na editoria de variedades com entrevistas de cantores e artistas famosos da época. Em breve, completará 35 anos de carreira e profissionalismo no Jornalismo. Desde a faculdade atua na área de variedades e especialmente com famosos. Começou escrevendo a Coluna do Gugu nos jornais impressos Popular da Tarde e Diário Popular, depois foi a primeira jornalista e colunista social ainda desconhecida a brilhar no famoso jornal do povão Notícias Populares, agitando o Brasil com suas manchetes bombásticas. Hoje no mercado existem livros e teses sobre o trabalho da jornalista quando trabalhava nos anos 90 no NP. De lá pra cá foi jurada em programas de TV, programas de rádio com notícias de famosos, troféus e homenagens. Como colunista escreveu e representou a Revista Raça Brasil e Raça Visual, por todo o Brasil e exterior.. Colunas em várias revistas, jornais, sites e atualmente assina uma página de famosos no site Cartão de Visita do Portal R7, tem o blog Universo da Fama, além de participações no site da Rede Brasil . As casas mais badaladas, restaurantes, bares, festas, lançamentos, shows, entrevistas, eventos sociais em geral, coletivas de imprensa, bastidores e tudo sobre o meio artístico você vai encontrar aqui. @tania.voss

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo