Música

Mustta e Tati Quebra Barraco juntos

  Apelo pop, sensualidade e muita ousadia

Em seu 1º EP, o cantor e performer maranhense MUSTTA mostra uma mistura de pop, reggae, batidão e reggaeton, com participações de Tati Quebra-Barraco, King e Dughettu

É um artista que se destaca na sua versatilidade .Esse é o objetivo de MUSTTA, cantor, compositor e performer maranhense radicado em São Paulo, que está lançando o seu 1ºEP, M1.

Trata-se de um trabalho que tem origem na cena pop LGBTQIA+, na qual o artista começou a se destacar em 2017, quando lançou o single “Liga Pra Mim”. Com uma versão em português do hit “Hotline Bling”, do astro canadense Drake.

Em suas ousadas performances ao vivo, o artista usava maiôs, e a positiva reação do público o inspirou a escrever “Maiozinho”, o seu primeiro sucesso autoral, em 2018.

Como usava bigode (moustache, em inglês), surgiu a ideia do nome artístico Musttache, que depois foi abreviado para MUSTTA.

O repertório deste seu primeiro EP foi desenvolvido em um período de dois anos, demorando um pouco mais do que se esperava para ficar pronto devido à pandemia.

O trabalho é uma parceria de MUSTTA com a agência e produtora Duto, do badalado rapper e produtor carioca Dughettu, e serve como um ótimo cartão de apresentações da visão ousada, versátil e sensual de MUSTTA em termos musicais.

“Sou um cantor, compositor e performer que gosta de brincar com a minha sexualidade, de falar sobre temas que ainda são tabus, brincar com o masculino e o feminino, sem medo de ser ousado”.

Ele explica que preparou o material do EP de forma bem intuitiva, como forma de mostrar quem é o MUSTTA, ou, de forma mais direta, “arrombar a porta do armário”.

Entre as suas principais influências em termos musicais e de performance, ele cita artistas como Ney Matogrosso, Prince, Pablo Vittar, Anitta e a Banda Uó, entre outros.

Nascido em São Luis do Maranhão, MUSTTA é filho de um poeta paraense e de uma arquiteta. Ele se mudou para São Paulo aos 17 anos para estudar teatro, e se tornou um ator constante em produções musicais.

Fez um curso no Rio de Janeiro, e foi por lá que junto com amigos, ajudou a criar o bloco de carnaval, “Sereias da Guanabara”, no qual começou a se montar e a sua identidade enquanto performer surgiu. Em São Paulo, performou em festa como a “Venga Venga”, e a partir do sucesso de “Maiozinho”, a música se tornou a sua prioridade.

Embora se sinta muito bem na cena LGBTQIA+, MUSTTA não pretende se limitar a ela. “A música ultrapassa as fronteiras, desenvolvo o meu trabalho para todos os públicos. A música vai te guiando, faço as músicas e depois a gente vê”, finaliza.

Ouça “Se Não Deu Tu Vai Dar”: ( link )

Se Não Deu Tu Vai Dar- feat Tati Quebra Barraco

Instagram:

https://instagram.com/eumustta?igshid=YWJhMjlhZTc=

Tania Voss

Tânia Voss é jornalista formada, colunista social e assessora de imprensa. Tudo começou no Jornal Destaque do município de Taboão da Serra, na editoria de variedades com entrevistas de cantores e artistas famosos da época. Em breve, completará 35 anos de carreira e profissionalismo no Jornalismo. Desde a faculdade atua na área de variedades e especialmente com famosos. Começou escrevendo a Coluna do Gugu nos jornais impressos Popular da Tarde e Diário Popular, depois foi a primeira jornalista e colunista social ainda desconhecida a brilhar no famoso jornal do povão Notícias Populares, agitando o Brasil com suas manchetes bombásticas. Hoje no mercado existem livros e teses sobre o trabalho da jornalista quando trabalhava nos anos 90 no NP. De lá pra cá foi jurada em programas de TV, programas de rádio com notícias de famosos, troféus e homenagens. Como colunista escreveu e representou a Revista Raça Brasil e Raça Visual, por todo o Brasil e exterior.. Colunas em várias revistas, jornais, sites e atualmente assina uma página de famosos no site Cartão de Visita do Portal R7, tem o blog Universo da Fama, além de participações no site da Rede Brasil . As casas mais badaladas, restaurantes, bares, festas, lançamentos, shows, entrevistas, eventos sociais em geral, coletivas de imprensa, bastidores e tudo sobre o meio artístico você vai encontrar aqui. @tania.voss
Botão Voltar ao topo