EventosFamosos

Noite em prol do Fundo Agbara para mulheres negras é marcada por show de Paula Lima e presença de famosos

Thelma Assis e Maria (ex-BBBs), a influencer Sara Mara, o cantor Caio Oiak, Gilson Rodrígues, do G10 Favelas e outros nomes prestigiaram o jantar beneficente no Brooklin, em São Paulo, assinado pela Chef Manoela Zarzur

A noite de segunda-feira (06) foi marcada pelo PRIMEIRO JANTAR AGBARA – POTENCIALIZANDO MULHERES NEGRAS, no Espaço Wood, Brooklin, São Paulo – SP, com cardápio assinado pela Chef Manoela Zarzur para 200 pessoas.

O evento foi idealizado e realizado pelo Fundo Agbara, o Primeiro Fundo Filantrópico de Mulheres Negras do Brasil, criado por Aline Odara, cientista social e pedagoga, juntamente com Fabiana Aguiar, Gerente Geral do Fundo Agbara. Aline Odara foi a vencedora do Prêmio Empreendedor Social 2023 e contou que estava muito nervosa, mas muito feliz e realizada na noite do jantar:

“Nossa trajetória é inacreditável, a gente trabalhou muito para chegar até aqui e se deparar com esse evento lindo que é a nossa cara. E não é só sobre nós, é sobre milhares de mulheres negras no Brasil que só precisam de uma oportunidade e esse jantar tem a intenção de captar recursos para que a gente consiga cada vez mais ajudar e potencializar mulheres negras em suas trajetórias”, afirmou Odara.

Surgido durante a pandemia de Covid-19 para apoiar mulheres negras que sofreram mais que qualquer outro grupo com os efeitos da crise sanitária que assolou o mundo, o fundo já realizou mais de 2.500 atendimentos e investiu mais de R$ 1 milhão em mulheres negras e, com o jantar, a expectativa é fechar o ano de 2023 com R$ 1,5 milhão para apoiar o trabalho e projetos de mulheres negras e da comunidade LGBTQIAPN+, ampliando os atendimentos em 35%.

UMA NOITE DE POTÊNCIAS – A palavra yorubá significa potência. E potência foi o que não faltou no evento beneficente.

Thelma Assis, vencedora do BBB 20, chegou deslumbrante de vermelho, permaneceu até o final do evento e disse:

“Como mulher preta, periférica, sei o quanto é difícil a gente alcançar espaços, então, iniciativas como essa potencializam essas mulheres que já são potência, mas que precisam se fortalecer. E eu, como figura pública depois do BBB, cada vez mais tenho associado minha imagem para poder ajudar iniciativas como essa”, afirmou a médica e apresentadora.

Sara Mara, influenciadora e trancista, também marcou presença:

“Muitas mulheres precisam ouvir para entender que elas precisam se movimentar, muitas vezes elas estão no movimento, mas não geram consciência do que é necessário, então, quando tem alguém trabalhando em função disso, para fazer a mulher despertar, é um empurrão a mais”, contou a influenciadora.

Manoela Zarzur, Chef e proprietária do Espaço Wood, onde foi realizado o jantar, doou 50% dos serviços em prol do Jantar Agbara e assinou o cardápio da noite:

“Nós prezamos muito contribuir para todas as ações e instituições que ajudam as pessoas que às vezes não têm a oportunidade certa, então, entendemos que ajudando estaremos dando a oportunidade para algo muito maior e muito mais importante”, comentou a Chef.

O show musical ficou por conta de Paula Lima, encerrando a noite com a artista cantando em meio aos convidados.

“Para mim é um prazer fazer parte do Fundo Agbara. Sabemos que nós somos a base da pirâmide, então, é fundamental que a gente tenha esse foco quando a gente pensa em arrecadar recursos para os programas com a missão de promover acesso a direitos econômicos para mulheres negras de todo o Brasil”, analisou a cantora.

Lu Campos, apresentadora, atriz e cantora, foi a Mestre de Cerimônias do evento. Também estiveram no jantar Agbara: Maria (ex-BBB 22), o cantor Caio Oiak, Gilson Rodrígues, presidente do G10 Favelas, o Professor Sidnei Nogueira, da USP.

Bela Gil, culinarista e apresentadora de TV, é conselheira do Fundo Agbara e fez sua participação por vídeo devido a um problema de agenda pessoal, assim como a jornalista Maju Continho que também participou remotamente.

SOBRE O FUNDO AGBARA – O Fundo Agbara, pioneiro como o Primeiro Fundo Filantrópico de mulheres negras do Brasil, foi fundado em 01 de setembro de 2020, em meio à pandemia de Covid-19 e, em três anos de existência, já atendeu a mais de 2.500 mulheres negras em todo o país com formações, assessorias e aportes financeiros. Sua missão é estabelecer um fundo filantrópico que sustente e fortaleça o exercício dos direitos econômicos de mulheres negras em toda a sua diversidade. Temos como valores o acolhimento, transparência, colaboração, ancestralidade e integridade. Conheça mais do Fundo Agbara em: https://fundoagbara.org.br/.

Fotos | Gustavo Rampini

Thiaggo Camilo - @thiaggocamilo

Jornalista e assessor de imprensa. Foi jurado do quadro musical do programa Mais Show com Danny Pink na Rede Vida. Colunista do Tô Na Fama!, portal parceiro de conteúdo do IG. Atualmente está a frente da sua agência de comunicação e licenciamento. Redes sociais @thiaggocamilo | @thiaggocamilopress

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo