Noticias

Rock in Rio anuncia novidades em ano de celebração dos seus 40 anos de história

Uma celebração de 40 anos a altura do evento que colocou o Brasil na rota da cena musical do mundo. Vai ter festa? Com certeza. Haverá grandes nomes da música nacional e internacional? Sem dúvida alguma. Será a maior edição de todas já realizadas? Para o Rock in Rio não existe a possibilidade de a próxima edição não ser a melhor de todas. Mas, como para quem viveu 1985, o ano em que tudo começou, esta foi a melhor edição da história do festival, a organização do evento dá início a um ano de magia e novas experiências homenageando a origem de tudo. A partir de uma campanha embalada ao som de “You Are So Beautiful”, de Joe Cocker, o Rock in Rio brinca entre o passado, o presente e o futuro para lançar “Rock in Rio 40 anos e para sempre”, reforçando que o maior festival de música e entretenimento do mundo está na memória afetiva dos fãs e faz parte de suas vidas. No próximo ano, o Rock in Rio vai celebrar quatro décadas de grandes encontros: entre artistas, a Cidade do Rock e seus fãs, entre amigos, famílias, ritmos e gêneros musicais. E para 2024, o público pode começar sua contagem regressiva não apenas para a Cidade do Rock, mas para dias de festa ao longo do ano. A primeira delas acontece na virada do ano, em um dos principais réveillons do mundo, o de Copacabana, quando o Rock in Rio será homenageado nesta grande festa. O festival também anuncia uma exposição interativa e imersiva contando seus 40 anos, além da publicação de um table book e um novo musical inspirado em toda sua trajetória.  

“Será uma edição mágica. Nosso melhor artista nesta edição será nosso público. E sabe por quê? Pois é ele quem dá o tom da festa, que celebra cada minuto dentro da Cidade do Rock, com famílias inteiras, com avós, pais e filhos. Não à toa mal abrimos as portas e ele (o público) corre como se não houvesse amanhã para viver esta experiência. São dias de paz, de harmonia e sobretudo de união. A música tem este poder de unir e de transformar a vida das pessoas. Estamos preparando muitas novidades e elas começam já na virada para 2024, quando o nosso Rock in Rio será homenageado em um dos réveillons mais emblemáticos do mundo. Será uma edição de novas experiências e histórias, como as que ouço em cada nova edição. Fazemos parte da vida de milhares de pessoas, assim como o público faz parte do festival. A cada edição, a festa fica melhor e em 2024 vamos comemorar estas quatro décadas dentro e fora da Cidade do Rock. E vamos celebrar ao lado de quem nos ajudou a escrever cada capítulo dessa história, os nossos fãs, que continuam vibrando da mesma forma que em 1985, agora trazendo filhos e netos, fazendo da Cidade do Rock um lugar ainda mais especial”, celebra Roberto Medina, idealizador do Rock in Rio e presidente da Rock World.

O ano era 1984, quando este sonho começou a ser colocado de pé. Um festival de música, que nasce como uma campanha publicitária, deu voz a uma geração, promoveu a cidade do Rio de Janeiro como destino turístico, colocou o Brasil na rota dos shows internacionais e iluminou a plateia pela primeira vez. Nas décadas seguintes, ganhou o mundo — chegando a Lisboa (Portugal), onde é realizado até hoje, passando por Madrid (Espanha) e Las Vegas (USA), e tornou-se um verdadeiro parque de experiências, promovendo momentos únicos e inovadores para os fãs.

Roberto Medina conta que, em meio às dificuldades e aos dias de querer desistir, acreditar no sonho valeu a pena. “São quatro décadas de uma história que começou quando acreditamos em um sonho. Não foi fácil, teve dia de querer desistir, mas acreditamos, seguimos em frente e valeu a pena. Fomos longe, 22 edições somando quatro países, crescemos muito e sem perder a magia. Mostramos ao mundo a competência do brasileiro na realização de eventos e colocamos o país na rota dos shows internacionais”, ressalta.

Festa começa na virada do ano – Réveillon do Rio homenageia Rock in Rio

Transbordando os limites da Cidade do Rock, a organização anuncia uma série de celebrações para festejar as quatro décadas. Começando pelo Réveillon do Rio, conhecido como o maior show da virada do mundo, em Copacabana. O público que estiver na praia de Copacabana, ou assistindo pela televisão, poderá acompanhar uma homenagem da Cidade para o festival, que carrega seu nome pelo mundo afora e que a cada novo evento gera um impacto econômico significativo para o Rio de Janeiro, além de gerar empregos. Um show muito especial embalará as areias e iluminará o céu da praia mais icônica do Brasil, com hits emblemáticos do Rock in Rio, declarado Patrimônio Cultural Imaterial pelo Estado do Rio de Janeiro,  e novidades que prometem surpreender.

Rock in Rio anuncia Exposição, Livro e ainda um novo Musical para 2024

Ao longo do próximo ano e à altura dessa história grandiosa, o festival prepara uma exposição imersiva e interativa, que celebrará o passado e lançará um olhar sobre o futuro do Rock in Rio por meio de peças, objetos e dinâmicas que contam a história dos 40 anos e que ao mesmo tempo refletem sobre o futuro, num ambiente lúdico e mágico.

Outra novidade será o lançamento de um novo table book, sob a perspectiva da arte do sonhar e fazer acontecer, o livro trará fotos, histórias e muitas curiosidades sobre o evento. Um item de colecionador para os amantes do festival.

Se o Rock in Rio de 2022 ganhou o espetáculo Uirapuru e o The Town abrigou o “The Town, O Musical”, na edição que celebra os 40 anos do festival não será diferente. Uma nova produção Rock in Rio Originals, trará o evento e o Rio de Janeiro como narrativa. Com criação de Roberto Medina, direção musical de Zé Ricardo, roteiro e direção artística de Charles Möeller, este projeto ganhará vida dentro e fora da Cidade do Rock. 

Na Cidade do Rock, a organização anuncia novidades para a celebração de 40 anos

No ano da celebração dos 40 anos do Rock in Rio, quem também virá em maior tamanho será o Palco Sunset. Pela primeira vez na história do festival, o palco dos grandes encontros, queridinho do público e da crítica, terá a mesma boca de cena que o gigante Palco Mundo, reforçando toda a sua potência e igualdade.

Já o Palco Mundo, com uma megaestrutura de 104m de frente e 30m de altura, para 2024 receberá novidades na cenografia. Várias surpresas prometem encantar e gerar uma conexão com o público, além de oportunidades de selfies, com um visual dinâmico que trará ainda mais beleza para a Cidade do Rock. 

Grandes encontros que acontecem na Cidade do Rock marca o primeiro movimento de comunicação do Rock in Rio 40 anos e para sempre 

Inúmeros foram os momentos marcantes de cada uma das 22 edições do festival, no Brasil ou no exterior, começando pela Lama, pela iluminação da platéia pela primeira vez até a edição do reencontro, em 2022. Como primeira grande campanha de uma edição tão emblemática,  o Rock in Rio carrega na emoção, marca registrada da sua relação com o público os fãs para este lugar totalmente mágico, fantástico e que faz parte da vida de boa parte dos brasileiros: a Cidade do Rock. A proposta criativa do filme é trabalhar a esfera dos grandes encontros, que acontecem na Cidade desde a primeira abertura dos portões, no dia 10 de janeiro de 1985.  O filme traz a história do grande encontro entre um casal que se conheceu na primeira edição em 1985 e, desde então, foram em todas as outras edições, com o Rock in Rio fazendo parte das principais fases de vida deles e com a neta pequena continuando essa paixão. É uma história de amor entre eles e pelo Rock in Rio, mostrando que o festival é passado de geração para sempre, ele é para sempre. Junto com a campanha, O Rock in Rio convida o público, grande protagonista desta trajetória, a comemorar usando a plataforma “Nossas Histórias”, que será lançada no dia 08 de novembro e onde o festival, com a ajuda do fã, vai reunir milhares de histórias dos encontros que a Cidade do Rock promoveu. Será a oportunidade de os fãs do festival compartilharem na plataforma seus momentos mágicos vividos nessas 22 edições do Rock in Rio — nove no Rio de Janeiro.

Sobre o Rock in Rio

1984 marca o início das preparações para a primeira edição do evento idealizado por Roberto Medina e que hoje, 40 anos depois, é considerado o maior festival de música e entretenimento do mundo – o Rock in Rio. A história do evento se entrelaça com a do entretenimento no Brasil, sendo responsável por colocar o país na rota dos eventos internacionais, já que pela primeira vez, um país da América do Sul sediou um evento musical dessa magnitude. Em uma área de 250 mil m2, em Jacarepaguá, durante dez dias, 1 milhão e 380 mil pessoas foram iluminadas pela primeira vez e começaram a fazer parte do grande espetáculo. No palco — o maior do mundo na época, com 80m de boca de cena — 15 atrações nacionais e 16 internacionais. Originalmente organizado no Rio de Janeiro, o festival ganhou o mundo chegando a Lisboa (Portugal), onde é realizado até hoje, passando por Madrid (Espanha) e Las Vegas (USA).

Desde a primeira edição, já gerou 265 mil empregos diretos e indiretos e, apenas na última, em 2022, um impacto econômico de mais de 2 bilhões na cidade do Rio de Janeiro. Também no ano passado, o Rock in Rio foi considerado patrimônio cultural imaterial do estado do Rio de Janeiro. Pelas Cidades do Rock, desde 1985, já passaram mais de 11.2 milhões de visitantes, que assistiram a 3.816 artistas em 130 dias de magia. Dentre os números gigantes do festival, mais de 64 milhões de pessoas alcançadas nas redes sociais apenas em 2022 e mais de 12 milhões de fãs online. 

Gerando impactos positivos nos países onde é realizado e consciente do poder disseminador da marca, o Rock in Rio pauta-se por ser um evento com o propósito de construir um mundo melhor para pessoas mais felizes, confiantes e empáticas num planeta mais saudável. Adotando e incentivando práticas que apoiam o coletivo, se une a empresas que possuem este mesmo olhar e diretriz. O festival investiu, junto com seus parceiros, mais de R$ 110 milhões em diferentes projetos, passando por temas como sustentabilidade, educação, música, florestas, entre outros. Apenas na Amazônia, 73 milhões de árvores foram plantadas. A marca foi pioneira em ter a certificação ISO 20121 — Eventos Sustentáveis e, em 2022, começou a trabalhar ambiciosas metas para 2030, alinhadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). 

O ano de 2024 será de muitas comemorações para o Rock in Rio. O ano em que tudo começou, 40 anos depois, dá início às celebrações. E a festa brasileira já está marcada: 13, 14, 15, 19, 20, 21 e 22 de setembro de 2024, no Parque Olímpico, Rio de Janeiro; e a lisboeta também: 15, 16, 22 e 23 de junho de 2024, no Parque Tejo. Das 22 edições anteriores, nove ocorreram no Brasil (1985, 1991, 2001, 2011, 2013, 2015, 2017, 2019 e 2022), nove em Portugal (2004, 2006, 2008, 2010, 2012, 2014, 2016, 2018 e 2022), três na Espanha (2008, 2010 e 2012) e uma nos Estados Unidos (2015).

Thiaggo Camilo - @thiaggocamilo

Jornalista e assessor de imprensa. Foi jurado do quadro musical do programa Mais Show com Danny Pink na Rede Vida. Colunista do Tô Na Fama!, portal parceiro de conteúdo do IG. Atualmente está a frente da sua agência de comunicação e licenciamento. Redes sociais @thiaggocamilo | @thiaggocamilopress

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo