Televisão

SBT estreia a novela inédita “Três Vezes Ana” na próxima segunda-feira (30)

A trama, protagonizada por Angelique Boyer, narra a história de três irmãs com personalidades opostas

A partir da próxima segunda-feira (30), o SBT passa a exibir em suas tardes a novela inédita “Três Vezes Ana”, estrelada por Angelique Boyer, Sebastian Rulli, David Zepeda e Pedro Moreno.  A trama, produzida por Angelli Nesma Medina para a Televisa e exibida pelos canais Univisión e Las Estrellas, foi sucesso nos Estados Unidos e México no ano de 2016. A novela irá ao ar de segunda-feira a sexta-feira, na faixa das 18h. Nos primeiros dias, a nova novela será exibida em dobradinha com os últimos capítulos de “Vencer o Desamor”.

A telenovela narra a história da família das trigêmeas Ana Laura, Ana Lúcia e Ana Letícia que, há vinte anos durante uma viagem de carro, sofre um grave acidente, que leva o veículo ao rio. Os resultados são catastróficos: os pais morrem no local, Ana Laura perde uma perna e Ana Lúcia fica inconsciente, sendo arrastada pela correnteza. Apenas Ana Letícia, que causou o acidente, sai ilesa.

Soledade, uma mulher triste e solitária desde a morte da filha, encontra Ana Lúcia na beira do rio e a leva para sua casa. Ela sabe a origem da menina, mas se aproveita que ela não tem lembranças nem de sua família, para mantê-la ao seu lado e faze-la acreditar que é sua mãe. Embora todos acreditem que Ana Lúcia está morta, Ernestina, a avó e Mariano, o tio, não desistem de procura-la. Os anos passam e a família ainda mantém viva a esperança de encontrar a trigêmea com vida.

Thiaggo Camilo - @thiaggocamilo

Jornalista e assessor de imprensa. Foi jurado do quadro musical do programa Mais Show com Danny Pink na Rede Vida. Colunista do Tô Na Fama!, portal parceiro de conteúdo do IG. Atualmente está a frente da sua agência de comunicação e licenciamento. Redes sociais @thiaggocamilo | @thiaggocamilopress

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo