EventosNoticias

The Town 2023: Acessibilidade e Pluralidade marcam experiências na Cidade da Música

Cadeiras motorizadas, plataformas nos palcos Skyline e The One, cabines da Roda-Gigante adaptadas, tirolesa acessível e agendamento prioritário são alguns dos serviços para público PCD. Equipe de acolhimento formada por advogados e psicólogos, entre outros profissionais também estará disponível

A Cidade da Música será aberta ao público pela primeira vez no próximo sábado, dia 2 de setembro, e promete ser um lugar mágico para as 500 mil pessoas que viverão dias memoráveis nesta primeira edição histórica. O público PCD terá toda estrutura necessária para uma experiência inesquecível, priorizando o conforto e segurança. O The Town já nasce com o compromisso de ser um festival plural e terá uma equipe de acolhimento preparada para atender o público em casos de racismo, homofobia, transfobia e outros, além de situações de crise de pânico e ansiedade. Entre as ações criadas pela equipe de acessibilidade do festival, está um plano de rotas elaborado por conta dos desníveis na geografia do Autódromo de Interlagos. O público também poderá pegar cadeiras de rodas emprestadas, assim como o kit livre – um equipamento elétrico que torna as cadeiras de rodas motorizadas. Nos palcos Skyline, The One, Factory e New Dance Order, haverá plataformas e espaços para PCD’s e grupos prioritários sujeitos a lotação. O agendamento de brinquedos será prioritário até que se esgotem. Além da Central de Acessibilidade, o público contará com uma sala de regulação, kits sensoriais, mapas táteis, tradução de músicas para Libras, áudio descrição dos shows e transporte especial saindo do SP Market em direção à Cidade da Música, com revista e catraca exclusivas e muito mais. 

Logo na compra do ingresso, o fã PCD pode se identificar para facilitar o atendimento no festival. Mediante apresentação de documentos, é possível comprar meia-entrada para a pessoa com deficiência e mais uma meia-entrada para seu acompanhante. Caso haja alguma dúvida, é possível entrar em contato com a área de suporte ao fã pelo site. O The Town acontece nos dias 2, 3, 7, 9 e 10 de setembro no Autódromo de Interlagos. Os portões da Cidade da Música se abrem às 14h e a dica é chegar cedo para aproveitar cada detalhe. 

“Estamos preparando a Cidade da Música para que as pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida possam curtir a experiência na Cidade da Música com o maior conforto possível, segurança e dignidade. Preparamos um plano de acessibilidade que engloba toda e qualquer inclusão, pois muitos PCDs deixam de participar de algo por achar que não serão recebidos adequadamente. A Cidade da Música será para todos e, assim como o Rock in Rio, certamente é uma porta de entrada para outros festivais voltarem sua atenção para pessoas com necessidades especiais”, afirma Thiago Amaral, Coordenador de Acessibilidade e Pluralidade da Rock Word. 

Uma cidade acessível a todos 

A atenção com a acessibilidade do festival começa já no caminho à Cidade da Música. O público PCD terá à disposição um serviço exclusivo de vans adaptadas que sairão do SP Market (Av. das Nações Unidas, 22540 – Jurubatuba, São Paulo), onde também acontecerá o cadastro do público PCD, em direção à Cidade da Música, das 13h30 às 21h. Será permitido um acompanhante por pessoa e há estacionamento particular no local, que ficará aberto até as 4h da madrugada nos dias de evento. A última van de retorno ao SP Market deixa o festival às 3h, uma hora após o fim da programação. Vale lembrar que não haverá estacionamento no local e que as vias do entorno estarão fechadas, podendo gerar lentidão no fluxo de veículos. 

Uma vez no The Town, o público PCD passará por revista e catracas exclusivas. Em seguida, os fãs seguem em transportes especiais para o acesso de gramado ou vip, dependendo do ingresso. Além disso, as duas entradas de público geral terão catracas preferenciais para PCD e 60+. Ao chegar na Cidade da Música, uma equipe de apoio dedicada estará disponível para auxiliar da melhor maneira possível pessoas com alguma prioridade. O Centro de Serviços de Acessibilidade é o principal espaço de atendimento para pessoas com deficiência física, pessoas com deficiência auditiva, pessoas com deficiência visual, pessoas obesas, pessoas com deficiência intelectual, pessoas com síndromes variadas, pessoas com comorbidade, pessoas com mobilidade reduzida, gestantes, idosos e lactantes. O local vai concentrar o atendimento e suporte ao público PCD. 

No The Town será possível o empréstimo de cadeiras de rodas, além da solicitação do kit livre – um equipamento elétrico, que faz com que cadeiras de rodas se tornem motorizadas, facilitando a locomoção. O equipamento é emprestado já com uma cadeira de rodas acoplada, estando sujeito à disponibilidade. Outro ponto importante de locomoção é que, por mais que o Autódromo de Interlagos possua limitações de mobilidade, com alguns desníveis e aclives naturais do terreno, além de trechos com grama natural, a organização aposta em soluções, como rotas para a circulação do público com dificuldade de locomoção. 

Aqueles que vão acompanhar as apresentações do Skyline e The One podem direcionar-se até as respectivas plataformas elevadas, que ficam a um metro de altura em relação ao solo (sujeitas a lotação) e no Factory e New Dance Order, podem direcionar-se aos espaços exclusivos, possibilitando uma melhor visibilidade para os shows (sujeitos a lotação). Os espaços Sinta o Som, localizadas próximo às caixas de som para trazer a vibração da música, também receberão deficientes auditivos. Os fãs que desejarem acessar o espaço devem comparecer na lateral do palco, em até 30 minutos antes do show. Skyline, The One e Factory contarão ainda com intérpretes em libras, fazendo a tradução simultânea das músicas. Ainda durante os shows, pessoas cegas ou com baixa visão poderão contar com o serviço de audiodescrição dos espetáculos no The Town – O Musical, Skyline e The One. Por meio de rádios transmissores será possível compreender tudo que se passa nos palcos, sendo descrito por profissionais especializados. 

O público PCD também poderá se divertir nos brinquedos. A roda gigante, por exemplo, conta com uma cabine acessível para cadeira de rodas para que todos possam curtir o visual da cidade das alturas. Já para subir e saltar da tirolesa, será disponibilizada uma cadeira escaladora automática. Será feito um agendamento prioritário para os brinquedos. Por meio de um voucher com o horário marcado, o público PCD tem acesso aos brinquedos sem enfrentar filas. 

A Cidade da Música conta ainda com mapas táteis, posicionados em alguns lugares estratégicos e com legendas em braile para as pessoas com deficiência visual se localizarem. Também foram instalados pisos táteis de alerta para orientação e maior segurança dos deficientes visuais. Quem utiliza cão-guia terá um ponto de apoio no Centro de Serviços para manter o bem-estar do animal durante o festival, com hidratação, alimentação e área para realizar as necessidades fisiológicas. Banheiros acessíveis estarão por toda a Cidade da Música e são unissex para garantir a entrada do acompanhante, caso necessário, além de serem de uso exclusivo de pessoas com deficiência e serem adaptados para pessoas estomizadas. Os balcões de atendimento dos restaurantes da Cidade da Música são rebaixados e com indicação para fila prioritária. 

Ao lado da Central de Acessibilidade, haverá uma Sala de Acomodação e Regulação Sensorial, indicada especialmente àquelas que possuem Transtorno de Processamento Sensorial (TPS) – com iluminação e som reduzidos, proporcionado um ambiente acolhedor. Há ainda uma equipe de terapeutas apta para atender às necessidades desses usuários. Também pensando no conforto do público com TEA (Transtorno do Espectro Autista), Kits Sensoriais, para autorregulação dos mesmos, estarão disponíveis conforme capacidade de atendimento.  

Pluralidade marca primeira edição do The Town 

Em sua primeira edição, o festival traz um olhar ainda mais atento para a pluralidade. Além de pensar na diversidade dos palcos e funcionários de forma geral, o The Town terá ações inéditas de acolhimento. Pessoas que se sintam desconfortáveis com alguma situação, passem por crises de pânico e ansiedade ou sejam vítimas de assédio, racismo, homofobia e transfobia, entre outros, poderão recorrer aos profissionais disponíveis no espaço ‘Não Ofusque seu brilho”, que contará com advogados, psicólogas e outros profissionais, que atenderão situações de assédio, racismo, LGBTQIA+Fobia, ansiedade e crise de pânico. O Comitê de Diversidade do Grupo Dreamers e a Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania da Cidade de São Paulo também estarão a postos e o público poderá solicitar atendimento individual em um ambiente seguro. 

O acolhimento faz parte das ações do The Town Plural, cujo manifesto estará espalhado em diversos pontos da Cidade da Música, como nos banheiros sem gênero e no espaço localizado na São Paulo Square. Haverá ainda a gravação de videocasts diários dentro da Cidade da Música, com mais de quatro entrevistados de diversos temas – incluindo funcionários da Rock World e do The Town, influenciadores e alguns artistas.  

O The Town contará também com diversas outras ações pela Cidade da Música, como pré- cadastro de doadores de medula óssea, sangue e plaquetas pelo Pró-Medula, realização da campanha Sim à Igualdade Racial, pelo ID-BR, e uma cobertura exclusiva das ações de pluralidade pela Alma Preta Jornalismo. 

A equipe de staff do festival está treinada por diferentes organizações, que abrangeram temáticas diversas, para todos se prepararem da melhor maneira. Participaram desse treinamento diversas organizações parceiras do festival. Os staffs serão capazes de fornecer informações e assistências iniciais, encaminhando o público quando necessário. O maior festival de música, arte e cultura de São Paulo defende uma sociedade diversa, inclusiva e acessível, tendo o respeito como algo primordial. O The Town traz consigo, na sua primeira edição, o DNA de Pluralidade, botando o público nos holofotes. Afinal, Pessoas São Feitas para Brilhar. 

Com três dos cinco dias de festival já esgotados, público geral ainda pode adquirir ingressos para datas em que Post Malone e Maroon 5 são headliners do Skyline    

Os fãs do The Town já podem garantir seu lugar e entrar para a história do festival. Com os dias em que Post Malone e Maroon 5 ainda disponíveis para venda, o público pode adquirir ingressos por R 815 a inteira e R 407,50 a meia-entrada e sem a cobrança de taxas adicionais. Pode ser efetuada a compra de até 04 (quatro) ingressos por dia de festival por CPF, sendo no máximo 01 meia-entrada por dia, por CPF. Os clientes que adquirirem meia-entrada terão que inserir no próprio site todas as informações referentes ao documento que comprove tal condição, para posterior validação, assim como será necessário apresentá-lo no acesso à Cidade da Música, no dia do evento. O pagamento pode ser feito apenas por cartão de crédito. O valor pode ser parcelado em até 6 (seis) vezes sem juros. Já os clientes que efetuarem o pagamento com cartões de crédito Itaú, Credicard ou Iti podem parcelar a compra em até 8 (oito) vezes sem juros.   

2 de setembro: Post Malone, Demi Lovato, Iggy Azalea, MC Cabelinho, MC Hariel, MC Ryan SP, Racionais MCs & Orquestra Sinfônica de Heliópolis, Criolo & Planet Hemp, Orochi & Azzy, Tasha e Tracie & Karol Conka, Teto, Caio Luccas, Kayblack, Urias, Esperanza Spalding, Hermeto Pascoal, São Paulo Big Band, Alma Thomas, Batekoo Aka Freshprincedabahia X Jujuzl X Kiara X Mirands, Tropkillaz “10 Anos”, Osgemeos, “Uma Experiência”, Deekapz X Vhoor Klean Vs Klap, Forro Red Light e o Baile Encanado (Com Mestre Nico, Ella Voa E Furmiga Dub).   

3 de setembro: ESGOTADO    

7 de setembro: Maroon 5, The Chainsmokers, Joss Stone, Ludmilla, Ne-Yo, Masego, Angelique Kidjo, Maria Rita, Marvvilla, Afrocidade, Larissa Luz, Hodari, Stanley Jordan, Ivan Lins, São Paulo Big Band, Paula Lima, Gop Tun vs 28room vs Diogo Strausz Live feat Julia Mestre, Shermanology, Kerri Chandler Live, Natasha Diggs Live Horn, L_cio Plants Live, Afterclapp x Shigara x Xaxim.   

9 de setembro: ESGOTADO   

10 de setembro: ESGOTADO   

The Town já nasce gigante  

Dos mesmos criadores do Rock in Rio, The Town estreia na grande metrópole no dia 2 de setembro de 2023, e segue durante os dias 3, 7, 9 e 10, no Autódromo de Interlagos, em uma área de 360 mil m2, que será totalmente renovada. O novo festival já se posiciona como um evento de grande relevância, não apenas para a capital paulista, como também para todo o Brasil.    

Com previsão para receber cerca de 500 mil pessoas em mais de 235 horas de música, a Cidade da Música contará com seis palcos, onde o público poderá imergir em novas e inesquecíveis experiências. Com cenografia inspirada em ícones da arquitetura paulistana e apresentando uma diversidade única de ritmo e união de tribos, The Town chega a São Paulo com apoio, força e empoderamento de gente grande. De acordo com uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas, está previsto um impacto econômico de R$1.7 bilhão, o maior já visto na capital, além de gerar mais de 19 mil empregos diretos.   

Uma Cidade que não dorme: The Town oferece entretenimento para todos      

Com Post Malone, Maroon 5, Foo Fighters, Bruno Mars, Demi Lovato, Iggy Azalea, MC Cabelinho, MC Hariel, MC Ryan SP, Bebe Rexha, Alok, Luísa Sonza, The Chainsmokers, Joss Stone, Ludmilla, Yeah Yeah Yeahs, Garbage, Pitty, H.E.R., Kim Petras, Iza, Racionais & Orquestra Sinfônica Heliópolis, Criolo & Planet Hemp, Orochi & Azzy, Tasha e Tracie & Karol Conka, Seu Jorge, Leon Bridges, Ney Matogrosso, Matuê, NE-YO, Masego, Angélique Kidjo, Maria Rita, Wet Leg, Barão Vermelho convida Samuel Rosa, Detonautas, Terno Rei convida Fernanda Takai e Mahmundi, Jão, Gloria Groove, Pabllo Vittar convida Liniker e Jup do Bairro, Marina Sena canta Gal Costa, entre outros já confirmados no line-up, a nova Cidade da Música contará com espaços onde o público poderá usufruir da representação de elementos e locais emblemáticos da cidade.   

O palco Skyline é inspirado nos grandes prédios da cidade paulista e é nele que artistas do mundo inteiro irão compor as quatro atrações do dia. O palco The One, será onde a música vai além da música. Com grandes artistas e uma cenografia de tirar o fôlego, inspirada nos museus de arte de São Paulo, os mais de 30 telões de LED que compõe o palco se transformarão em uma verdadeira experiência imersiva, prometendo um show à parte e entregando uma incrível experiência para o público. O palco também vai promover grandes encontros, dar luz a artistas de renome e provocar debates e reflexões.   

Do Rio para São Paulo, o New Dance Order estará dedicado à música de pista, passando pelos gêneros house, techno, trance, bass e trap. Tão especial quanto os outros palcos, The Town também conta com a São Paulo Square, espaço inspirado na região em que a cidade foi fundada. Ali se reunirão alguns dos seus principais ícones históricos da arquitetura da cidade.   

O festival também traz também os antigos galpões das fábricas para o palco Factory. O espaço terá o mood da cultura urbana com performances de street dance e shows de trap, hip hop e rap. Também não poderia faltar um espaço gastronômico que traz toda a diversidade da culinária paulista — o Market Square e, para completar a experiência, o festival abrigará também a Área VIP, espaço climatizado com buffet assinado por renomado chef e bar exclusivo.   

Como num túnel do tempo, um dos locais mais encantadores e concorridos para cliques, selfies e totalmente “instagramável” do irmão carioca do The Town, o Rock in Rio, desembarca diretamente na Cidade da Música – a Rota 85. O espaço é dedicado ao ano que o Rock in Rio ganhou vida, 1985, e colocou o Brasil na rota dos shows internacionais, e estará em total sinergia com o The Town, que realiza sua primeira edição este ano.    

O novo e maior festival de São Paulo também terá o “The Town – O Musical”. A produção inédita e concebida exclusivamente pelo time criativo de The Town — um “Originals” — tomará conta de um enorme Domo de 50 metros de diâmetro na Cidade da Música. Com criação de Roberto Medina, direção musical de Zé Ricardo, o festival dá vida a um novo espetáculo, que tem roteiro e direção artística de Charles Möeller. No espetáculo, o público vai ver de perto a história de um músico do interior de São Paulo que, ao ver na TV o anúncio de um novo festival, decide fazer as malas e embarcar em uma jornada pessoal, cultural e artística que o leva pelos diferentes bairros, ruas e cenários da capital, explorando cada recanto e cada ritmo que compõem a diversidade cultural paulistana.     

Brinquedos gigantes e radicais estarão presentes na Cidade da Música, trazendo toda uma atmosfera mágica de parque de diversões para o local. Durante todos os dias do The Town, os fãs vão se divertir com a Roda Gigante, aproveitando a vista panorâmica da Cidade da Música; com o Megadrop e a Montanha Russa, as atrações mais emocionantes e divertidas do espaço; e com a Tirolesa, que vai passar na frente do Skyline, proporcionando uma visão privilegiada do palco.     

    

Sobre a Rock World    

A Rock World é a empresa criadora de experiências que nasceu do maior festival de música e entretenimento do mundo, o Rock in Rio. Com a missão de proporcionar experiências inesquecíveis através da música e do entretenimento, a marca tem como base de sua cultura corporativa a arte de sonhar, de fazer acontecer e inspirar as pessoas através da filosofia de construir um mundo melhor.      

    

Hoje, além do Rock in Rio, a Rock World expandiu sua área de atuação para outros projetos de produção de experiências que abrangem diferentes áreas. No Live Entertaiment, a marca possui o The Town, o novo e maior festival de música, cultura e arte de São Paulo, que acontecerá no Autódromo de Interlagos, em setembro de 2023.  A partir de 2024 a Rock World assume, em parceria com a C3, a produção e operação do Lollapalooza no Brasil.    

    

Na área de Conteúdo, o Rock in Rio Studios é o produto que reforça o DNA da companhia para a criação de conteúdos audiovisuais originais e o posicionamento no mercado como uma marca ainda mais poderosa e potente de comunicação. A Rock World também atua na produção de espetáculos originais, os Originals. O primeiro deles foi desenvolvido em 2022 para o Rock in Rio, o Uirapuru, e para 2023 lança o The Town O Musical.   

    

E para a área de Educação, o Humanorama, o Rock in Rio Academy e o The Town Learning Journey buscam ativar a potência das pessoas para contribuir na construção de um mundo melhor. Ao ampliar sua atuação para tantos campos e diferentes negócios, a Rock World é hoje uma das maiores empresas de criação e produção de conteúdo proprietário de Live Experience no mundo.   

Thiaggo Camilo - @thiaggocamilo

Jornalista e assessor de imprensa. Foi jurado do quadro musical do programa Mais Show com Danny Pink na Rede Vida. Colunista do Tô Na Fama!, portal parceiro de conteúdo do IG. Atualmente está a frente da sua agência de comunicação e licenciamento. Redes sociais @thiaggocamilo | @thiaggocamilopress

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo