NoticiasTeatro

Visto por mais de 16 mil pessoas, O Pequeno Príncipe reestreia no Teatro das Artes

Com direção e adaptação de Ian Soffredini, espetáculo inspirado no clássico de Antoine de Saint-Exupéry mistura a presença de atores com bonecos e utiliza técnica de teatro com luz negra

A bem-sucedida adaptação dirigida por Ian Soffredini para o clássico infantil O Pequeno Príncipe reestreia em cartaz em São Paulo. O espetáculo, que já foi visto por mais de 16 mil pessoas, ganha nova temporada no Teatro das Artes, entre os dias 5 de agosto e 30 de setembro, com apresentações aos sábados e domingos, às 15h.

A peça, que encanta adultos e crianças com a mistura entre teatro com luz negra, bonecos e a presença de atores, é uma adaptação da obra homônima escrita pelo aviador francês Antoine de Saint-Exupéry (1900-1944), publicada em 1943. O livro se tornou um clássico da literatura universal, traduzido em mais de 220 idiomas e dialetos. 

Na trama, o Pequeno Príncipe mora no asteroide B-612 com uma rosa, baobás e três vulcões. Um dia ele pega carona numa revoada de pássaros e vai conhecer novos mundos e pessoas. Depois de passar por diversos planetas e conhecer inusitados personagens, como, o Rei, o Homem de Negócios e o Vaidoso, acaba caindo no planeta Terra, em pleno deserto do Saara. Na Terra conhece o narrador, que coincidentemente sofreu uma queda de avião no mesmo local.

Ian Soffredini conta que ao adaptar a obra literária preservou ao máximo as imagens poéticas sugeridas pelo autor. “O livro começa contando a história do aviador e depois conta a história do Pequeno Príncipe. Eu fui direto à história do Pequeno Príncipe, destacando a ação e o que acontece com ele”, explica o diretor. 

A adaptação mostra a viagem do personagem pelos planetas e depois as experiências dele na Terra, destacando a sensibilidade e a visão poética sobre a vida e as relações, que é um dos pontos fortes da obra de Saint-Exupéry.

A montagem leva o conteúdo da obra para um mundo de sonho e fantasia, por meio de uma estética visual rica, colorida, capaz de despertar a imaginação das crianças e emocionar os adultos. Assim como a obra literária, a peça se comunica com o público de todas as idades.

O elenco conta com a participação de Patrick Aguiar, Amanda Zicchi Alana Bortolini, Thiago Toledo, Ana Cecília Moretto e Roana Paglianno e Isabela Alcântara.

Sinopse

O Pequeno Príncipe mora no asteroide B-612 com uma rosa, baobás e três vulcões. Um dia ele pega carona numa revoada de pássaros e vai conhecer novos mundos e pessoas. Depois de passar por diversos planetas e conhecer inusitados personagens, como, o Rei, o Homem de Negócios e o Vaidoso, acaba caindo no planeta Terra, em pleno deserto do Saara. Na Terra conhece o narrador, que coincidentemente sofreu uma queda de avião no mesmo local.

Sobre Ian Soffredini – Adaptação e Direção  

34 anos, ator, diretor, pesquisador, dramaturgo e produtor cultural, atua profissionalmente na área teatral há 18 anos, participando de mais de 60 produções teatrais. É credenciado ator pela City University London, pelo curso concluído na Arts Educational School London, em Londres. Durante o período em que esteve na Inglaterra, também estudou na Academy of Creative Training, de Brighton e Academy of Live and Recorded Arts. É diretor permanente da Cia Teatro dos Sonhos, companhia dedicada a obras infanto juvenis. Sua adaptação de “O Pequeno Príncipe” foi declarada pela VEJA como uma das três peças infantis mais assistidas no Brasil em 2019. De 2017 a 2020, assumiu a Administração e Curadoria Artística do Teatro dos Arcos e reabriu para o público esse importante espaço cultural. Durante esse período, o espaço recebeu dezenas de projetos artísticos de todo Brasil, contribuindo assim, com a efervescência artística da cidade. Nesta ocasião, desenvolveu os projetos “Mostra Berçário Teatral”, que viabilizou a montagem de 6 espetáculos inéditos de grupos teatrais distintos, realizando apresentações e workshops gratuitos. E “Mostra Espontânea”, que fomentou um grupo de pesquisa continuada em Improviso por 6 meses, culminando na criação e apresentação dos espetáculos “Haroldo” (versão brasileira de HAROLD, o formato de improvisação teatral mais montado no mundo), “Script” (formato de improvisação focado em dramaturgia) e “#sigodevolta”, espetáculo de pesquisa autoral que utiliza as redes sociais como gatilho de criação. Ian destaca-se como um dos principais nomes da Improvisação Teatral no Brasil, desde 2012 quando dirigiu e idealizou uma pesquisa de long-form que deu origem à peça “Espontânea” (um dos primeiros espetáculos de Impro no formato longo a ser montado no país). A partir de 2014 promove e realiza a curadoria do festival “Improvisorama”, que reúne os principais grupos do gênero no Brasil e do exterior. No início de 2020 empreendeu uma viagem à Argentina onde estudou com os mestre Omar Galvan e Marcelo Savignone e apresentou o espetáculo “O Banco” em Buenos Aires. No ano de 2021 funda sua companhia e escola de improviso “JOGO DA CENA”, onde passa a ministrar os cursos presenciais de improviso “3,2,1 Cena!”, “Jogo da Cena” e o workshop “Aceitação e Espontaneidade” beneficiando desde sua criação mais de 1000 alunos.

Sobre Sidnei Caria – Direção de Arte 

Cursou Artes Cênicas pelo Conservatório Carlos Gomes de Campinas entre 1983 e 1985. Em São Paulo, conheceu o grupo XPTO do diretor Osvaldo Gabrieli, onde participou do desenvolvimento da linguagem do grupo como assistente técnico e ator entre 1986 e 2002. Neste período o grupo criou espetáculos reconhecidos pelo público e pela crítica: “Coquetel Clown”, “Babel Bum”, “O Pequeno Mago” “Buster, o enigma do Minotauro”, ganhando mais de 30 dos mais importantes prêmios do Teatro Brasileiro e participando de diversos festivais no Brasil e em vários países da América Latina e da Europa.

Em 1993 montou a Cia Teatro de Papel, em parceria com Anie Welter e Sergio Serrano, onde desenvolveu a linguagem própria de cenografia e figurinos, utilizando materiais recicláveis. Este trabalho lhe rendeu os prêmios APCA, Mambembe, Coca-Cola Panamco de melhor figurino, cenário e pesquisa de linguagem além de outras indicações. 

Coordena o grupo Maracujá Laboratório de Artes desde 2005, realizando trabalhos na área de criação e confecção de adereços, bonecos, figurinos e cenários. O Grupo Maracujá tem em seu repertório os espetáculos “As Aventuras de Bambolina” (que lhe rendeu o Prêmio APCA de melhor ator e o Prêmio Coca-Cola Femsa de Direção, em pareceria com Beto Andretta), “Rabisco – um cachorro perfeito” (prêmio Coca Cola Femsa de Melhor Texto Adaptado), “O Buraco do Muro”, “Nerina, a ovelha Negra”, que ganhou o prêmio Aplauso Brasil de Melhor Espetáculo Infantil de 2017, entre outros.

Sobre Wanderley Piras – Preparação de atores e Manipulação de Bonecos

Ator e bonequeiro, diretor e arte-educador, especializado em cultura popular e manipulação de bonecos e objetos. Fundador e diretor artístico da Cia. da Tribo desde 1996, também trabalha com o grupo Pia Fraus como ator e diretor desde 2002. Dentre outros ganhou prêmios de Melhor Ator Infantil e Melhor Diretor Infantil. Também é diretor do projeto BuZum!

Ficha Técnica

Dramaturgia e Direção: Ian Soffredini

Baseado no livro de Antonie de Saint-Exupéry
Elenco: Patrick Aguiar, Amanda Zicchi Alana Bortolini, Thiago Toledo, Ana Cecília Moretto e Roana Paglianno e Isabela Alcântara

Direção de Arte: Sidnei Caria

Cenografia, Figurino, Bonecos e Máscaras: Sidnei Caria, Silas Caria e Tete Ribeiro
Costureira: Cidinha André
Direção de Bonecos: Wanderley Piras

Música Original: Ricardo Severo

Fotografia, Direção de Fotografia: Will Siqueira

Desenho de Luz: Diego Rocha

Produção Executiva e Administração: Will Siqueira
Assessoria de Imprensa: Pombo Correio
Criação: Marjorie Costa
Equipe técnica: Diego Rocha e Vinicius Souza

Realização: Jornaleiro Participações e Serviços Teatrais

Serviço

O Pequeno Príncipe

Temporada: 5 de agosto a 30 de setembro, aos sábados e domingos, às 15h

Teatro das Artes – Shopping Eldorado – Avenida Rebouças, 3970 – Store 409, Pinheiros

Ingressos: R$100 (plateia) e R$80 (balcão)

Duração: 50 minutos

Classificação indicativa: 3 anos

Thiaggo Camilo - @thiaggocamilo

Jornalista e assessor de imprensa. Foi jurado do quadro musical do programa Mais Show com Danny Pink na Rede Vida. Colunista do Tô Na Fama!, portal parceiro de conteúdo do IG. Atualmente está a frente da sua agência de comunicação e licenciamento. Redes sociais @thiaggocamilo | @thiaggocamilopress

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo