NoticiasFamosos

Após polêmica com harmonização facial de Stênio Garcia, Rodrigo César explica procedimentos estéticos na terceira idade

Cirurgião-dentista e especialista em harmonização orofacial destaca cuidados necessários e respeito à naturalidade na terceira idade

Aos 91 anos, o ator brasileiro Stênio Garcia, causou alvoroço nas redes sociais na última terça-feira, 13, após revelar, no programa Fofocalizando do SBT, a harmonização facial que realizou. Alvo de críticas e comparações, o artista se pronunciou em entrevista e disse que ‘não está nem aí para os ataques e fez somente para poder voltar para o mercado de trabalho’.

O cirurgião-dentista e especialista em harmonização orofacial Rodrigo César explicou quais são os cuidados necessários na realização da harmonização facial na terceira idade. Segundo ele é crucial levar em consideração os desafios enfrentados devido à flacidez excessiva que é comum nessa fase da vida.

“Em alguns casos, pode ser necessário utilizar uma quantidade mais significativa de preenchedores para obter resultados satisfatórios, no entanto, excesso de material, podem levar a danos à saúde e artificialidade. Nesses casos, é importante considerar a opção da ritidoplastia cirúrgica, pois pode ser mais adequada para lidar com a flacidez”, comentou.

“Além disso, uma dieta nutritiva aliada a procedimentos que estimulam a produção de colágeno e elastina, iniciados em idades mais jovens, pode contribuir para reduzir a flacidez ao longo do tempo”, completou.

O especialista enfatizou que, para manter a naturalidade, é primordial buscar um equilíbrio cuidadoso, afim de evitar exageros e respeitar as características faciais individuais, de modo a obter resultados que sejam harmônicos e proporcionais ao rosto.

“É fundamental que o procedimento seja realizado com moderação, para evitar uma aparência artificial. Seguir as orientações pós-procedimento do profissional de saúde é crucial, como evitar exposição excessiva ao sol, manter uma rotina adequada de cuidados com a pele e realizar acompanhamento regular para avaliar a evolução dos resultados e possíveis retoques necessários”, lembrou.

De acordo com Rodrigo, é importante considerar a idade ao optar pela harmonização facial, e sempre lembrar que não se trata de esconder ou negar o envelhecimento, mas sim suavizar os sinais que o tempo traz.

“Devemos sempre respeitar as nossas características físicas e a nossa idade, buscar resultados que realcem a nossa beleza natural. O objetivo não é transformar completamente o rosto, mas sim atenuar os efeitos do tempo de uma maneira sutil e equilibrada. Ao fazermos a harmonização facial, valorizamos quem somos, com toda a história e experiências que nossa idade nos proporcionou”, concluiu.

Gabriella Vivere

Gabriella Vivere, tem em seu currículo um vasto conhecimento tanto na comunicação, quanto em gestão de empresas. Além de jornalista, em seus mais de 15 anos de experiência em conectar pessoas e empresas, ela também é especialista em vendas, grandes marcas, commodities e mercado internacional. A paixão por comunicação surgiu após trabalhar em uma agência multinacional de notícias. Seu talento e expertise com novos negócios lhe deram visão para ampliar suas conexões e experiências profissionais. Assim, abriu sua própria agência de comunicação, assessoria de imprensa e marketing, a Vivere Press, onde acompanha de perto todos os processos.
Botão Voltar ao topo