Famosos

Ator Adriano Lima revela bastidores, tretas e conquistas da comédia “Graxeira graças a Deus” que completa 30 anos com comemorações especiais

A irreverência de três personagens conquistou o Brasil na década de 90. Madame Cat, Bombril e Omo ganhou as graças do público através da comédia “Graxeira graças a Deus” que já foi assistida por milhares de pessoas e ganhou vários prêmios.

E em 2023 o espetáculo feirense com direção de Fernando Marinho completa 30 anos de história. Onde mistura personagens simples que fazem parte do nosso dia a dia. Uma madame falida, mas que deseja manter a pose a qualquer custo (Madame Cat). Uma doméstica, alvo de exploração, vinda da zona rural para viver na cidade (Bombril) e um caso de amor de arrepiar, vivido por Omo e Bombril.

Uma entrevista de Adriano Lima, que deu vida a personagem “Omo” viralizou na web. O ator que prepara uma comemoração especial para os 30 anos de Graxeira, revelou no Programa Intimidades apresentado por Lusitania Mel da Tv Geral, há 8 anos, algumas curiosidades dos bastidores do espetáculo, deixando os fãs surpresos com tanta história, “A gente viajou muito, fizemos Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, subiu o Nordeste inteiro, Venezuela, Portugal, Japão”, lembra.

Adriano não poupou ao falar sobre as tretas nos bastidores de Graxeira, “Já fui mais esquentado, de ter brigas em camarim, convivemos mais de 20 anos, eram 3 atores, viajando o tempo todo, viramos uma família e a gente sabe que família briga sempre. Eu era mais agressivo e fui aprendendo engolir alguns sapos, deixar umas coisas pra lá ao invés de se irritar, conversar. Era uma briga atrás da outra, tinha viagens que a gente voltava sem se falar, em uma semana dava saudades e todo mundo se ligava, tem outro espetáculo pra fazer e voltava tudo na boa”, recorda.

O ator que está em cartaz com a comédia “Quem é você na Fila do Pão?” com apresentações especiais nos dias 14 e 15 de abril no Projeto ‘Lauro tem Comédia’, lembra que no começo da carreira a família ficou preocupada por conta da sua profissão, “Artista só tem eu, tem promotor, advogado, dentista, médico, meu irmão é administrador, mas artista só eu, graças a Deus”, brinca Lima.

Ainda na entrevista, Adriano lembra que sua avó foi a grande incentivadora, “Quando comecei as pessoas torceram o ‘bico’, só minha avó que não, ela sempre me deu o maior apoio. O resto da família ficou preocupada porque achava que não dava dinheiro, que a vida é difícil, mas toda profissão é difícil. Não sou de reclamar que o ator ganha pouco, o ator ganha o suficiente, se você trabalhar bem, você ganha bem. Se você trabalha mal, você vai ganhar mal, como toda profissão. Eu dei sorte porque logo com Graxeiras a gente foi sucesso, foi casa cheia, a bilheteria foi bacana e a família ficou um pouquinho mais tranquila. Então de alguma forma isso tranquilizou a gente e a família, hoje todo mundo torce a favor, se puder ajuda”.

Assista a entrevista completa:

Créditos: Divulgação / Lipa Comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo