FamososMúsica

Cleo lança música com Johnny Hooker no IV e último ato de “DARK POP”

Com o lançamento de hoje, o primeiro álbum da cantora está completo nas plataformas de streaming; agora a multiartista se prepara para lançar os clipes do projeto

“DARK POP”, primeiro álbum da carreira musical de Cleo, está completo nas plataformas musicais! A cantora lançou hoje a música “Seu Fim”, um feat com Johnny Hooker, disponibilizando na íntegra o seu projeto musical. Os lançamentos do álbum começaram em 22 de setembro e nas últimas semanas Cleo divulgou, semanalmente, três faixas do disco. Agora, os fãs da cantora podem ouvir as 10 canções do trabalho musical.

Em “Seu Fim”, Cleo divide os vocais com Johnny Hooker e a música traz o melhor das vozes dos artistas em um arranjo repleto de referências ao fado e ao flamenco. Irreverente e poderosa, a canção encerra o álbum e o ciclo de violências. Com DARK POP, Cleo propõe uma reflexão sobre relações abusivas, amor-próprio e fala da descoberta de uma força interna que pode nos fazer enxergar outras perspectivas em situações difíceis.

Faixa a Faixa – DARK POP

Inferno

Com influências do Pop e Hip-Hop, a canção fala sobre o inferno de cada um, que pode estar na própria mente e nos relacionamentos abusivos. A deslegitimação da figura feminina nos mais diversos âmbitos cria esse ambiente infernal e esse costume com a dor e a pressão. Todo esse caos é refletido em um arranjo denso, desconcertante e, ao mesmo tempo, viciante. A música utiliza sample de “Ardendo Assopra”, hit de Tati Quebra Barraco.

Karma (feat King)

Um som com pegada bem urbana, combinando beat e samples de trap, com guitarras distorcidas, que marcam o apogeu da canção. Esse clima é realçado pela participação especial da cantora King, uma das apostas de rap do momento. Karma é uma resposta aos narcisistas que tentam nos calar, aos ataques e julgamentos, que nos estigmatizam e nos sugam energias de movimento.

Vício

Dando uma voz mais melódica ao projeto, Vício é uma balada pop rock que se conecta bastante com a sonoridade dos anos 2000. Em meio a tanto caos, a canção traz uma conexão sentimental com a esperança de se manter uma relação tóxica. Superar o vício em álcool e drogas é, de acordo com a letra, mais palpável do que superar o ciclo de violências e abusos dentro de um relacionamento.

Tormento (feat Karol Conká e Azzy)

A canção lançada em parceria com Karol Conká e Azzy entra no álbum com a maior pegada de Dark Pop. Com influências do Hard Rock no arranjo, a música é uma resposta à opressão sofrida pelas mulheres, enaltecendo a potência do poder feminino e sua capacidade de romper com esse ciclo e ocupar seu lugar dentro da sociedade, de maneira livre, expondo seus desejos e ambições.

Fuck

Sensual e envolvente, Fuck é uma canção repleta de distorções tanto em seu arranjo pop rock industrial, quanto na interpretação dúbia dos prazeres que se almejam na letra. O ouvinte é envolvido nessa atmosfera sobre o que é prazer e o que é uma necessidade de fuga da realidade e preenchimento do vazio dentro de um ambiente tóxico. O clipe trata das compulsões alimentares e do prazer sexual através de símbolos e figuras de linguagem.

Mente Pra Mim

Com inspiração nas divas POP, na era Disco e Vogue, a dançante Mente Pra Mim fala sobre o jogo de manipulação e mentiras dentro de relações abusivas. O vai e volta cada vez mais machucado e dependente, a perda de força e noção do que é real e o que é manipulado para favorecer o abusador.
 

Todo Mundo Que Amei Já Me Fez Chorar

Inspirada na experiência de cancelamento e no poder das fake news de abalar o psicológico e a imagem de suas vítimas, a faixa leva o nome do primeiro livro de Cleo e é o mote do álbum. O arranjo dançante combina elementos da música eletrônica dos anos 80 e do pop atual, criando um cenário futurista que dialoga com a mensagem. O clipe, com mais de milhão de views, traz à tona a fake news que envolveu a cantora e sua família em 1998, alegando que Cleo, na época com 14 anos, havia sido encontrada na cama com o seu padrasto.

Ânsia

É uma faixa mais emocional. Em sua duração curta, envolvida no arranjo de piano, voz e guitarra, a canção fala sobre o estado que as pessoas ficam quando percebem a verdadeira face de quem elas estão amando.

Você Não Sabe Amar (feat Chameleo)

A música conta com a participação do cantor Chameleo e é imersa em um arranjo ousado, que combina o pop rock e o trap. Você Não Sabe Amar carrega uma mensagem libertadora no maior clima de volta por cima, falando do narcisista que mantém as relações só para alimentar o próprio ego. O dano psicológico revelado ao longo do álbum se revela causado por este comportamento nocivo de quem não ama ninguém, somente a si mesmo.

Seu Fim (feat Johnny Hooker)

Nesta faixa, Cleo divide os vocais com Johnny Hooker. A música traz o melhor das vozes dos artistas em um arranjo repleto de referências ao fado e ao flamenco. Irreverente e poderosa, a canção encerra o álbum e o ciclo de violências.

Sobre Cleo e a carreira musical

Cleo deu o start na música em 2017 com a trilha sonora “Take Me”, feita especialmente para o seu site oficial, e se juntou ao produtor Guto Guerra para gravar composições, entre elas algumas de sua autoria. Ainda em 2017, ela lançou o seu primeiro EP, “Jungle Kid”, que possui cinco faixas – três em inglês e duas em português. Mais tarde, lançou o clipe da faixa homônima do álbum, que tem a direção do film maker Jacques Dequeker e o clipe de ‘Bandida’. O EP foi um grande sucesso nas plataformas digitais, tendo mais de 2 milhões de reproduções, levando Cleo a ser capa da playlist “Pop Brasil”, do Spotify, e atingiu a playlist 50 Virais do Mundo (com a faixa “Bandida”) e 50 Virais do Brasil (com os hits “Jungle Kid” e “Bandida”).

Logo após o lançamento do primeiro EP, Cleo fez uma parceria de sucesso com a cantora Alice Caymmi em um remix da música “Sozinha”. Em 2018, ela lançou o seu segundo EP intitulado “Melhor Que Eu”. No ano seguinte, em 2019, ela fez uma parceria musical com a cantora Pocah com o single “Queima”. No final de 2021, a cantora apresentou ao público o single “Tormento”, parceria musical com Karol Conká e AZZY. Outro trabalho musical da artista foi a produção do álbum “Me Tira da Mira”, trilha sonora do filme homônimo protagonizado por Cleo. Em 2022, a cantora participou da música “bom ator” do Number Teddie e foi convidada do jovem para dividir o palco com ele no Rock in Rio. No mesmo ano, a multiartista lançou o single “Todo Mundo Que Amei Já Me Fez Chorar” acompanhado de um videoclipe.

Thiaggo Camilo - @thiaggocamilo

Jornalista e assessor de imprensa. Foi jurado do quadro musical do programa Mais Show com Danny Pink na Rede Vida. Colunista do Tô Na Fama!, portal parceiro de conteúdo do IG. Atualmente está a frente da sua agência de comunicação e licenciamento. Redes sociais @thiaggocamilo | @thiaggocamilopress

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo