CuriosidadesMúsica

Depois de 27 anos, Mamonas Assassinas volta aos palcos em turnê pelo Brasil e no exterior

Shows, que fazem parte da divulgação do filme que conta trajetória da banda, incluem figurinos e músicas originais, trazendo à tona boas recordações aos fãs que acompanharam a primeira formação

Shows, que fazem parte da divulgação do filme que conta trajetória da banda, incluem figurinos e músicas originais, trazendo à tona boas recordações aos fãs que acompanharam a primeira formação

Do rock ao forró, do reggae ao metal. Os Mamonas Assassinas uniram gerações, invadiram as casas de milhões de brasileiros e venderam mais de 3 milhões de discos. Depois de 27 anos do último show, a banda volta aos palcos com novos integrantes. A turnê “Mamonas Assassinas – O filme” vai percorrer vários estados do Brasil e países da Europa e da América do Norte com irreverência, ironia, bom humor e hits de sucesso.

A ação, que aconteceu na Avenida Paulista, em São Paulo, nesta terça (16), faz parte do projeto de divulgação de retorno da banda, composta por Adriano Tunes, Bentinho, Ruy, Nelson e Rhener. Os integrantes simularam que a famosa Brasília Amarela, que é a mesma usada à época, havia quebrado em pleno horário de pico na avenida, atraindo a atenção das pessoas. Ruy Brissac, que interpreta Dinho, vestido de Robin, dirigia, enquanto Rhener Freitas (Sérgio), Adriano Tunes (Samuel), Nelson Bonfim (Júlio) e Beto Hinoto (Bento) empurravam o veículo vestidos de presidiários.

O repertório dos shows inclui 31 músicas na mesma sequência e qualidade dos originais, trazendo à tona boas recordações aos fãs que acompanharam a primeira formação dos Mamonas e também contagiando aqueles que não conheceram os saudosos rapazes extrovertidos. Os atuais cantores vão dar voz a canções como “Vira-Vira”, “Pelados em Santos” e “Robocop Gay”, “Sabão Crá-Crá”, “Lá Vem o Alemão” e “Sábado de Sol”. Os figurinos coloridos e inusitados também vão estar presentes nas apresentações.

CEO da marca Mamonas Assassinas, Jorge Santana conta que o retorno da banda tem o intuito de perpetuar o legado. Para ele, um dos motivos que mais evidenciam o quanto os Mamonas fazem falta é que nenhuma outra banda conseguiu ocupar seu lugar no mercado. “São músicas que marcaram gerações. Para além das piadas e das rimas inusitadas, os Mamonas também conseguiram um feito raro: retratar a realidade social do país de uma forma humorada. As letras de “1406” ou “Chopis Centis”, por exemplo, mostravam o cotidiano de um grande pedaço da sociedade brasileira na década de 1990”, diz Jorge.

A primeira apresentação da banda vai acontecer no dia 20 de maio, em Salvador. Na sequência, vem São Paulo, no dia 7, Santos (SP), no dia 11 e no Rio de Janeiro, no dia 21 de junho. Os Mamomas também já têm shows marcados em Portugal e nos Estados Unidos. Por onde passar, o grupo promete apresentações com luzes e telas de LED, pirotecnia, canhões de mamomas (papéis em formato de mamona) e holograma em homenagem ao Dinho. A banda promete também novidades para os fãs, trazendo releitura de hists famosos como “Evidências”, “K.O”, “Ana Julia”, “Era um Garoto”, “Reggae do Manero”, “No cume” e “Garçom”.

O filme – Além da volta da banda, o grupo também vai lançar o filme “Mamonas Assassinas – O Impossível Não Existe”, gravado em Guarulhos (SP). O longa promete homenagear a trajetória de Dinho, Sérgio, Samuel, Júlio e Bento, interrompida por um acidente aéreo em 2 de março de 1996. Assim como na turnê, no filme a banda será interpretada pelos cantores Ruy Brissac, Rhener Freitas, Adriano Tunes, Nelson Bonfim e Beto Hinoto. A previsão de lançamento é para 2024.

Mamonas Assassinas 1
Divulgação | Ispartner

Canções que fazem parte do show:

Cabeça de bagre
Chopis Centis
Jumento Celestino
1406
Mundo Animal
Vira Vira
Sabão Crá Crá
Robocop Gay
Tema Pantera Cor de Rosa
Bois Dont’ Cry
Débil Mental
Uma Arlindo Mulher
Lá Vem o Alemão
Sábado de Sol
Não peide aqui, baby
Pelados em Santos
Vira Vira à Portuguesa

Perfil:

Ruy Brissac
Ruy Pedro Brisac de Almeida, nasceu em Bragança Paulista, em 22 de março de 1989. Mais conhecido somente como Ruy Brissac, é ator, cantor, compositor e dançarino brasileiro, que se tornou notório em 2016, interpretando o vocalista Dinho, do Mamonas Assassinas, na peça de teatro “O Musical Mamonas”. Ele também é vocalista da banda.

Rhenner Freitas
Rhener Freitas é ator, músico e criador, nascido em Minas Gerais. Aos 18 se mudou para São Paulo para estudar teatro, atuando em “Fala Sério, Gente”, “O Poço”, “Morte e Vida Severina”, “Ney Matogrosso, musical”, entre outras. Atualmente integra o time dos Mamonas Assassinas representando o baterista Sérgio Reoli.

Adriano Tunes
Adriano Tunes é ator desde 1999 e veio despontar em São Paulo quando interpretou Júlio Rasec no Musical Mamonas. Após isso, participou de vários outros trabalhos com nomes notórios como Miguel Falabella, Vera Holts e Arlete Salles. Em 2021, foi premiado como ator coadjuvante por sua performance na comédia musical “Silvio Santos Vem Aí”. Recentemente interpretou Samuel Reoli no filme e série Mamonas Assassinas.

Nelson Bonfim
Nelson Bonfim nasceu em 1979. Começou a carreira como especialista de produtos de teclas das maiores marcas do mundo musical. É produtor musical e atualmente integra o time dos Mamonas Assassinas representando o tecladista Júlio Rasec.

Beto Hinoto
Alberto Hinoto nasceu em São Paulo, em 5 de maio de 1998. Mais conhecido como Beto Hinoto, é ator, cantor, compositor, músico e produtor musical, que se tornou notório em 2023, interpretando o guitarrista Bento Hinoto do Mamonas Assassinas, no filme e na série. Ele também é guitarrista da banda.

Fonte: Ispartner

Thiaggo Camilo - @thiaggocamilo

Jornalista e assessor de imprensa. Foi jurado do quadro musical do programa Mais Show com Danny Pink na Rede Vida. Colunista do Tô Na Fama!, portal parceiro de conteúdo do IG. Atualmente está a frente da sua agência de comunicação e licenciamento. Instagram e Twitter @thiaggocamilo
Botão Voltar ao topo