Música

Direto de “Beagá”, MC Braz chega com MC Josh e DJ Win em “Jogando a Danada”

Mais do que saber onde quer levar sua música, o mundo inteiro, MC Braz sabe muito bem de onde veio e é grato por isso. Em mais um lançamento no pique de BH, como gosta de denominar suas produções, o artista, que carrega mais de 2 milhões de ouvintes mensais, se uniu a MC Josh e DJ Win em “Jogando a Danada”. O single, segundo do álbum “Beagá” que exalta sua cidade natal, a capital mineira, chega a todos aplicativos de música nesta sexta-feira, 3 de março, com clipe no Youtube.

Composta pelos próprios artistas, “Jogando a Danada” segue o mesmo estilo de “Culpa Sua”, primeiro lançamento do projeto em parceria com Gaab. Mas, desta vez, o funk melódico ganha um pouco mais de romance em uma cadência lenta e envolvente.

“Junto ao DJ Win, um dos precursores desse gênero como produtor, estou há anos compondo Funk Melódico. Nós escutamos muitos artistas internacionais, buscando sempre novas referências, mas nesse álbum, a referência é o próprio funk de Belo Horizonte. A ideia é valorizar a nossa música e também os profissionais daqui. Todo mundo envolvido no álbum é de BH, desde o diretor dos clipes, estilista até o designer”, explica MC Braz.

Já os clipes também vão seguir o conceito do álbum, exaltando a cidade do MC: Belo Horizonte. Por isso, todos serão gravados em pontos turísticos e emblemáticos para os moradores da capital mineira, além de trazer figuras conhecidas por eles na cidade. Em “Jogando a Danada”, MC Braz decidiu apresentar o novo point turístico da cidade, o Vila Rica Pampulha. Apesar de estar ganhando notoriedade, muitas pessoas, inclusive de Belo Horizonte, ainda não conhecem o lugar: um espaço arquitetônico repleto de histórias, com características de vilas européias, sem perder o charme mineiro. Perfeito para reviver e falar sobre amor, não é mesmo? Embalado pelo local, uma verdadeira cidade cenográfica, o clipe também traz uma estética de filme, diferente de tudo que o Funk vem apresentando.

Além de “Jogando a Danada” e “Culpa Sua”, o álbum terá outros seis singles inéditos e promete nacionalizar o funk mineiro que já é um dos grandes destaques dos aplicativos de música e redes sociais, mas ainda não atingiu a mídia tradicional.

Sobre Mc Braz

Natural de Belo Horizonte, Luís Henrique Braz , o MC Braz , iniciou sua carreira aos 14 anos de idade, compondo suas letras na escola. Ao postar suas músicas em seu canal do Youtube foi despertando interesse de produtoras, criou conexões com o mundo do funk de Belo Horizonte até que, em 2017, entrou para a gravadora mineira Funk Explode. “Não Nasci pra me Apegar”, foi seu primeiro hit na capital mineira, mas a partir de 2018 inaugurou oficialmente o seguimento do gênero conhecido como “Funk de BH” emplacando as faixas “Procedimento”, com o MC L da Vinte, e “Mina Mercenário”, com o MC Luan da BS”.

Sua primeira faixa a atingir o nacional e chegar a milhões de plays nas plataformas foi “Replay” em parceria com o MC Zaquin. Desde então, emplacou vários sucessos como “Eu Catuquei” (+80M DE STREAMS), “Condição” (13M DE STREAMS), “Joga na Cara” (27M DE STREAMS). Em 2022 encerrou sua parceria de 5 anos com a gravadora Funk Explode se tornando um artista independente. “Kikando e Me Olhando”, seu primeiro lançamento independente, se tornou um dos challenges mais realizados do TikTok e em menos de um mês atingiu o TOP 10 das músicas mais ouvidas. Hoje, o artista coleciona milhares de plays e mais de 2 milhões de ouvintes mensais no Spotify.

Thiaggo Camilo - @thiaggocamilo

Jornalista e assessor de imprensa. Foi jurado do quadro musical do programa Mais Show com Danny Pink na Rede Vida. Colunista do Tô Na Fama!, portal parceiro de conteúdo do IG. Atualmente está a frente da sua agência de comunicação e licenciamento. Instagram e Twitter @thiaggocamilo
Botão Voltar ao topo