Curiosidades

Do PayPal ao Twitter: conheça mais sobre a controversa carreira de Elon Musk

Famoso por seu envolvimento com diversas grandes empresas dos Estados Unidos e tecnologias surpreendentes, 2023 começa com muitas discussões sobre a personalidade de Elon Musk, empresário norte-americano que recentemente adquiriu o Twitter, é proprietário da empresa de veículos elétricos Tesla, e promove viagens espaciais através da SpaceX.

Apesar de suas contribuições para a tecnologia, a figura de Musk gerou muitas controvérsias graças ao seu envolvimento com criptomoedas, relatos de ex-empregados de suas empresas, e relacionamento com a cantora Grimes – e quando o assunto é Musk, é até difícil reconhecer o que é verdade e o que é fake news, como aponta o relatório da ExpressVPN. Se você tem curiosidade para entender mais sobre a vida e carreira do empreendedor, confira a versão resumida dos pontos mais importantes.

Carreira empreendedora

Nascido na África do Sul, Musk viveu a maior parte da vida com seu pai, engenheiro e proprietário de uma mineradora de esmeraldas. Aos 17 anos, migrou para o Canadá para estudar na Queens University e, após sua formação, mudou finalmente para os Estados Unidos onde iniciou e abandonou alguns cursos e vive até os dias atuais.

Através de um capital inicial cedido por seu pai, Musk iniciou as operações de sua startup de pagamentos digitais que, posteriormente, seria fundida ao principal concorrente: o PayPal, um sistema de pagamento online, no final dos anos 90 – o serviço rapidamente cresceu e é utilizado até hoje, sem participação de Musk. Mais tarde, Elon Musk continuou sua empreitada quando fundou a empresa de engenharia aeroespacial SpaceX em 2002 com o objetivo de reduzir os custos de transporte espacial e tornar possível a colonização de Marte. Sob a liderança de Musk, a SpaceX desenvolveu os foguetes Falcon 1 e Falcon 9, que entregaram cargas à órbita. A SpaceX também desenvolveu a nave espacial Dragon, que realizou várias missões de carga para a Estação Espacial Internacional (ISS) e, possivelmente, em breve poderá transportar humanos para a ISS.

Talvez o feito mais marcante de sua carreira, em 2004, Musk cofundou a Tesla, Inc., uma empresa que produz veículos elétricos e produtos de energia renovável. Musk é CEO da Tesla desde 2008 e tem supervisionado o desenvolvimento de vários veículos elétricos, incluindo o Tesla Roadster, Model S, Model X e Model 3. Esses veículos têm recebido elogios por sua performance, design e eficiência e têm ajudado a aumentar a popularidade dos veículos elétricos, em especial graças a grande malha de carregadores rápidos distribuídos pela Tesla no território dos Estados Unidos, permitindo que motoristas recarreguem mesmo durante longas viagens. No entanto, em 2022 e 2023, problemas relacionados à durabilidade e reparos cobertos pela garantia dos veículos criaram instabilidade na aceitação popular da empresa que, ainda assim, continua avaliada acima da soma de diversas concorrentes do setor, incluindo montadoras de veículos tradicionais bem estabelecidas como Toyota e Ford.

Em Outubro de 2022, Elon Musk se tornou o proprietário e CEO da rede social Twitter, comprando-a por $44 bilhões de dólares. A compra foi conturbada, já que o empresário tentou desistir do contrato diversas vezes e pulou etapas importantes de análise da empresa. No fim, Elon não possuia alternativa legal que o permitisse desistir da transação e seu lucro ao influenciar o preço das ações do Twitter despertou o alerta de autoridades fiscalizadoras. Atualmente, o Twitter enfrenta cortes de gastos e demissões em massa, com uma disputa interna entre associados e funcionários que apoiam as decisões de Musk e outros que apontam diversos erros operacionais, comportamento autoritário e violações de direitos trabalhistas.

Polêmicas envolvendo Elon Musk

Apesar de suas contribuições tecnológicas, Musk tem enfrentado controvérsias nos últimos anos. Um exemplo notável é seu envolvimento com o desenvolvimento da Neuralink, uma empresa que trabalha em interfaces cérebro-máquina. Algumas pessoas têm levantado preocupações sobre as possíveis implicações éticas dessa tecnologia e as possibilidades perigosas de associar dispositivos inteligentes com o cérebro humano. Além disso, um número exorbitante de primatas foram e continuam a ser sacrificados em experimentos para coleta de dados ou protótipos de produtos da empresa.

Musk também tem sido criticado por seu estilo de gestão e comportamento, incluindo fazer declarações controvertidas em mídias sociais e em aparições públicas. Ele enfrentou desafios legais, como uma ação judicial por difamação movida contra ele por um mergulhador britânico de cavernas que Musk acusou de ser abusador de crianças, além das diversas ramificações de sua compra conturbada do Twitter. Fora isso, Musk é plenamente envolvido no mercado de criptomoedas, comumente fazendo declarações polêmicas que inflam ou murcham o preço de moedas – gerando bastante lucratividade para suas próprias transações.

Seus relacionamentos também chamam a atenção do público, desde seu primeiro casamento com a atriz Justine Wilson, resultando em seus cinco primeiros filhos, até o relacionamento com a cantora pop Grimes (Claire Elise Boucher) em 2020 e 2021, que assustou a internet graças aos nomes atribuídos aos dois filhos do casal: “X AE A-XII” e “Exa Dark Sideræl Musk”.

É possível dizer que Elon Musk fez contribuições para a indústria de tecnologia e demonstrou disposição em perseguir metas ambiciosas, se tornando a pessoa mais rica do mundo. No entanto, sua carreira é repleta de controvérsias comerciais e pessoais, e atuações recentes como sua gestão do Twitter, manipulação das ações da Tesla, e interferência em processos eleitorais desgastaram sua imagem com parte do público.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo