Famosos

Lisa Gomes lamenta a morte da Drag Queen e ícone da noite paulistana Kaká Di Polly

Lisa Gomes usou as redes sociais nesta terça-feira (24) para homenagear um dos ícones da noite paulista, Kaká Di Polly que morreu aos 61 anos em São Paulo na tarde da última segunda-feira (23). A Drag Queen estava internada após um acidente doméstico e sofreu uma parada cardíaca.

Lisa que é transexual e ativista, conhecia Kaká Di Polly há muitos anos, e usou as redes sociais para homenagear a amiga, “Hoje passou um filme na minha cabeça com a notícia da sua morte. Lembro que há uns 16 anos você não mediu esforços para me ajudar, me levou até a sua casa e me transformou lindamente com seus looks, perucas e maquiagens”, escreveu.

Lisa Gomes e Kaka Di Polly
Foto: Divulgação


Kaká foi uma das maiores incentivadoras da repórter do Tv Fama, “Enquanto me arrumava, você me alertava sobre os caminhos mais perversos da noite LGBTQIA+ abriu meus olhos e disse: “Seja você e assuma quem você é antes que seja tarde demais”. E assim fiz!”.


Em 1997 tentaram impedir que a Parada da Diversidade desfilasse pelas ruas de São Paulo. Com todo seu exagero Kaká Di Polly deitou no chão da Avenida Paulista interrompendo o trânsito para que os manifestantes passassem pedindo respeito e dignidade. Lisa relembrou desse momento e de tantas outras paradas que as duas aproveitaram juntas, “Foi um ato de coragem! Nos divertimos muito em várias paradas da diversidade, sem falar nas inúmeras garrafas de vinho que você tomava no percurso e saía loucamente descendo a Rua da Consolação sendo aplaudida pelo público que admirava esse exagero de mulher”.



E alfinetou sobre os novos tempos, “Hoje, dificilmente essa nova geração faria o mesmo sem pensar em números e mídia. Essa é a verdade! Você foi guerreira! Plantou para um monte de gente ingrata colher os frutos de uma luta árdua e constante. Obrigada Kaká”, finalizou Lisa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo