Noticias

Nutrologia e Canabinoides: Dr. Lucas Vanderlei explora os avanços em tratamentos inovadores com compostos da canábis

Especialista afirma que derivados da planta podem auxiliar em tratamentos que vão desde o controle da ansiedade até o emagrecimento saudável

Nascido em Maceió, o Dr. Lucas Vanderlei concluiu sua graduação em Medicina na Universidade Federal de Alagoas e realizou sua residência em São Paulo. Ao longo de sua trajetória, sempre defendeu hábitos alimentares saudáveis como medidas preventivas e o cuidado integral do paciente, perspectivas que o conduziram à Nutrologia, campo em que atua há sete anos. Ele enfatiza: “A medicina também deve adotar abordagens preventivas, não se restringindo apenas ao aspecto paliativo. Através de bons hábitos, podemos prevenir doenças crônicas, alcançar uma melhor qualidade de vida e maior longevidade”.

O médico também estudou no exterior. Dr. Lucas Vanderlei completou parte de sua formação na Austrália e realizou diversas pós-graduações, nas quais concentrou seu interesse na medicina canabinoide, explorando os benefícios terapêuticos presentes nos compostos da planta: “A medicina canabinoide emergiu como um campo de estudos fascinante, principalmente no tratamento de condições como Alzheimer e Parkinson, além do emprego para pacientes em tratamento oncológico”. Ele ressalta o amplo espectro de utilidade dessas substâncias, desde suas aplicações mais conhecidas, como nos tratamentos de doenças neurodegenerativas, até seu potencial na regulação do apetite para tratamentos de emagrecimento.

Questionado em entrevista exclusiva à coluna sobre o uso da canábis para emagrecer, Dr. Vanderlei explica que um dos componentes presentes na planta, o THC-V, possui efeitos que podem suprimir o apetite, contrariando a percepção popular equivocada de que um dos efeitos colaterais dos componentes maconha causam apenas o aumento de apetite. Segundo o doutor, alguns compostos, como o CBD, podem até promover melhorias na memória de pacientes, como aqueles que sofrem de Alzheimer.

Em relação à disponibilidade de canabinoides no Brasil, o nutrólogo esclarece que, atualmente, obter acesso a essas substâncias não é tão desafiador como costumava ser: “A medicação à base de canabindol já foi aprovada para tratamento e comercialização. O paciente deve se cadastrar na ANVISA e obter autorização para uso e transporte […] No entanto, o custo desses medicamentos ainda representa um obstáculo para muitos. Por outro lado, empresas especializadas em auxiliar nos trâmites burocráticos, agilizando o processo de cadastro e importação dos produtos, já estão operando no Brasil”.

Em um momento em que a medicina integrativa e terapias alternativas estão ganhando mais espaço, a abordagem do Dr. Lucas Vanderlei é um exemplo claro de como a medicina tradicional pode evoluir para oferecer tratamentos inovadores e personalizados, sempre visando ao bem-estar dos pacientes. Seu comprometimento em explorar as possibilidades da medicina canabinoide ressoa como um passo promissor em direção a um futuro mais saudável em termos de qualidade de vida.

Gabriella Vivere

Gabriella Vivere, tem em seu currículo um vasto conhecimento tanto na comunicação, quanto em gestão de empresas. Além de jornalista, em seus mais de 15 anos de experiência em conectar pessoas e empresas, ela também é especialista em vendas, grandes marcas, commodities e mercado internacional. A paixão por comunicação surgiu após trabalhar em uma agência multinacional de notícias. Seu talento e expertise com novos negócios lhe deram visão para ampliar suas conexões e experiências profissionais. Assim, abriu sua própria agência de comunicação, assessoria de imprensa e marketing, a Vivere Press, onde acompanha de perto todos os processos.
Botão Voltar ao topo