LGBTQIA+Música

Criador do The Realness Festival, Paulo Matos fala sobre a cena drag no Brasil: ” O festival tira esses artistas da margem”

Ao idealizar o The Realness Festival, Paulo Matos ofereceu ao público a chance de presenciar verdadeiras celebridades do universo drag se apresentando no país. Foi assim que sua empresa, Realness, caiu no gosto dos fãs de Drag no Brasil e passou a ser o principal canal de contato dos entusiastas de RuPaul’s Drag Race com as artistas.

Em 2017, o jovem empresário fundou a marca que promove festas em São Paulo e Rio de Janeiro e coloca as “queens” de Rupaul em contato direto com os fãs nacionais desde então.

“A ideia do festival em si veio na pandemia. A saudade de show das queens no Brasil por parte do público e meu ânimo em produzir algo depois de tanto tempo parado se uniu e eu desenhei o festival. Foi um risco, até então tínhamos feito festas com no máximo duas drags estrangeiras juntas e agora seriam 8, e deu certo.” conta Paulo.

“Eu sonhava com tudo isso, mas esperar chegar em um patamar tão alto… só quando as festas começaram a ficar maiores e a demanda maior, aí eu consegui transformar o que era sonho em construção.” continua.

“Senti orgulho e gratidão em relação a todos os envolvidos que entraram nessa junto comigo, é uma realização que não consigo colocar em palavras. Eu ouço de amigas drags, como era e ainda é (em alguns casos) precário para elas se apresentarem em certos lugares. As boates para o público LGBTQIA+ eram marginalizadas, nós somos chamados de marginalizados por um motivo. O festival tira esses artistas da margem de certa forma e isso, como disse, é pra mim algo que não consigo colocar em palavras.” completa.

Em agosto, a cidade de São Paulo receberá novamente o maior festival drag da América Latina para uma edição que promete ser ainda maior que sua anterior. Shangela, Violet Chachki, Anetra, Denali Foxx, Raja, Jasmine Kennedie, Crystal Methyd e Laganja Estranjai são as ‘RuGirls’, nome dado para as drags que passam pelo programa de RuPaul, confirmadas na segunda edição do evento. Elas se juntam a um tradicional line-up de lendas do cenário de drags nacional que incluem participantes do Caravana das Drags e da Corrida das Blogueiras.

“Dessa vez, os fãs podem esperar uma dinâmica mais de festival mesmo e menos de festa. São muitas atrações, uma média de 30. A maioria preparando uma performance, ou seja: é pra assistir e aclamar. Além de um espaço maior, um cenário novo, essas coisas.”

Sobre levar o festival para outros estados, Paulo esclarece: “Por enquanto, não. A Realness começou no RJ, mas encontramos MUITAS dificuldades de realizar festas lá. Hoje, temos um amigo no RJ que levará uma das queens do festival para fazer show lá na semana seguinte. Pensando em outro estado, talvez uma parceria com produtores locais seja o mais viável.”

WhatsApp Image 2023 08 11 at 15.55.04

Thiaggo Camilo - @thiaggocamilo

Jornalista e assessor de imprensa. Foi jurado do quadro musical do programa Mais Show com Danny Pink na Rede Vida. Colunista do Tô Na Fama!, portal parceiro de conteúdo do IG. Atualmente está a frente da sua agência de comunicação e licenciamento. Instagram e Twitter @thiaggocamilo
Botão Voltar ao topo