Música

Mauricio Baia lança “Eternamente Ligado a Você”

São os versos do single “I Believe Sim” que abrem o décimo primeiro – e tão aguardado – álbum intitulado “Eternamente Ligado a Você” de Mauricio Baia, que esta sendo lançado nas plataformas digitais.

E, como o nome indica, este é o projeto mais íntimo do baiano-carioca radicado nos EUA. As oito faixas autorais que compõem o álbum passeiam pelo atual momento na vida do artista, e, como não poderia ser diferente, do mundo pós pandêmico.

“Eternamente Ligado a Você” é um álbum que nasce com três nacionalidades: foi composto por Baia em Miami, produzido por Caesar Barbosa em Portugal, onde também gravou algumas faixas, e no EstúdioCS em Copacabana, do parceiro Carlos Sales – responsável pelas baterias do álbum e show – ao lado de Wlad Pinto no Baixo e Fabrizio Iorio no Teclado.

Duas das oito faixas são de autoria exclusiva de Baia, mas a antiga parceria com Gabriel Moura se faz presente em cinco canções, entre elas parcerias também com Michael Mariano, Luis Carlinhos e Matheus VK. Para finalizar, o projeto foi mixado por Duda Mello e Masterizado por Ricardo Garcia.

O público pôde ter uma amostra do novo disco através dos singles “I Believe Sim” – uma associação otimista da vida na ponte aérea EUA x BR – e “Um Gato Nesse Mundo Cão”, lançados em 2021 e 2022 respectivamente.

Se tratando do seu projeto mais íntimo, Baia traz na capa do álbum um registro pessoal com a esposa Kathleen Carroll, que entre outras canções, inspira a faixa que dá nome ao álbum. A arte final ficou por conta do parceiro Duda Simões.

“É um disco sem muito contato presencial, um disco composto em um tempo que tínhamos a dimensão de quando poderíamos voltar aos palcos, lançá-lo ao vivo, como faremos agora” – conta Baia.


BAIA apresenta o faixa a faixa do álbum “Eternamente Ligado a Você”

  1. I Believe Sim

Primeiro single do álbum, essa canção de certa forma resume o disco, “Acredito porque vivo e eu vivo disso”, mostrando ser este o meu ofício e que quem me conduz é o “Amor que é cego e que é guia”.

  1. Um Gato Nesse Mundo Cão

Segundo single do álbum, essa faixa faz uma analogia de cão e gato para traçar paralelos com a turbulência político-social no Brasil dos tempos atuais.

  1. Out And About

Esta faixa se conecta com a saída do Brasil para morar nos EUA com a família em 2017. Expressão em inglês que significa “vagando por aí”, o plano pessoal do que se vive contrasta com reflexões sobre a História da Terra e suas repetições inevitáveis, “Entre a guerra e a paz há a trégua / Um lado se entrega enquanto o outro conta a vitória / A desonra e a glória traçam a história da Terra / Mas eu estou out and about…”

  1. Eternamente Ligado A Você

Essa faixa é única no meu repertório. Uma narrativa no tempo sobre a ligação eterna que a paternidade e o amor me trouxeram com a minha família. Fala sobre a minha esposa, com quem casei dez anos após conhecê-la e muita coisa aconteceu antes que ficassemos juntos e cassassemos “No barco nos canais da Holanda”. É uma canção que fala também da minha ligação eterna com a música e com aqueles que me

acompanham nesses 30 anos de palco. “E mesmo quando tudo virar poeira / Mesmo quando o tempo enfim nos transcender / Mesmo quando a noite cair por inteira / E apagar a luz da última estrela / Serei eternamente ligado a você”.

  1. Meu Velho Amigo

Esta faixa se volta para a ausência dos que se foram. Perdemos muitas pessoas para a pandemia e alguns outros se foram por outras razões. Perdi um grande amigo e parceiro musical, Renato de Moraes, que me fez escrever essa música. É sobre aquele sentimento da irreversibilidade do tempo. Sobre as imagens que nos vem de intimidade com alguém que não veremos mais. E sobre a vontade de rever, que se chama saudade.

  1. Daniel (Na Cova Do Sorriso)

Canção que fiz para o meu filho mais novo, Daniel, quando com 6 meses desembarcados nos EUA para morar. Minha família, esposa e filhos, são cidadãos americanos e ele acabou sendo o meu maior compromisso no primeiro ano aqui, até me documentar e começar a trabalhar. Trata desse cansaço que a vida de pai e mãe está atrelada, mas do amor que “Arranca sempre o meu sim /Daniel na cova do sorriso / Ele me olha a sorrir”.

  1. “Entre O Silêncio e O Som”

Essa faixa se passa na pandemia, quando me lancei na linha de frente para alimentar o povo passei a fazer Uber Eats e conheci a cidade de Miami de cabo a rabo sem praticamente ninguém nas ruas. Minha esposa estava trabalhando de casa e a família ficou muito unida, com as crianças sem ir para a escola. Através de uma máscara, óculos e luvas comecei a interagir com um momento histórico em um local novo para mim,

“Ando desarmado nesse armagedom / Me equilibro em cima do motociclo / Rodando uma cidade que você me deu / Vivendo a Liberdade entre você e eu” e no refrão a declaração de amor mais famosa do mundo “I Love You”.

  1. Não Amasse Meu Pão

Esta foi a última música a ser escrita, motivada por um sentimento tribal de resposta pelo nosso povo brasileiro, que aparecia catando osso em caminhão numa imagem de cortar no meio o coração, “Na esquina estacionado o caminhão do osso / A multidão avança é hora do almoço” e em coro cantamos “Não amasse meu pão / Não não não amasse meu pão / Diabo mascarado de cristão não amasse meu pão”. Além da banda, essa faixa contou com a co-produção de Shilon Zygiel e a percussão de Bóka Reis.

“Acredito porque vivo

E eu vivo disso

De dizer ao mundo

Os dizeres mais profundos

Que eu ouvi dizer

Do apego e da dor

Tudo o que é nosso pode vir a ser nosso senhor”

Ouça aqui “Eternamente Ligado a Você”:

https://virginmusicbr.lnk.to/BaiaEternamenteLigadoVoce

Tania Voss

Tânia Voss é jornalista formada, colunista social e assessora de imprensa. Tudo começou no Jornal Destaque do município de Taboão da Serra, na editoria de variedades com entrevistas de cantores e artistas famosos da época. Em breve, completará 35 anos de carreira e profissionalismo no Jornalismo. Desde a faculdade atua na área de variedades e especialmente com famosos. Começou escrevendo a Coluna do Gugu nos jornais impressos Popular da Tarde e Diário Popular, depois foi a primeira jornalista e colunista social ainda desconhecida a brilhar no famoso jornal do povão Notícias Populares, agitando o Brasil com suas manchetes bombásticas. Hoje no mercado existem livros e teses sobre o trabalho da jornalista quando trabalhava nos anos 90 no NP. De lá pra cá foi jurada em programas de TV, programas de rádio com notícias de famosos, troféus e homenagens. Como colunista escreveu e representou a Revista Raça Brasil e Raça Visual, por todo o Brasil e exterior.. Colunas em várias revistas, jornais, sites e atualmente assina uma página de famosos no site Cartão de Visita do Portal R7, tem o blog Universo da Fama, além de participações no site da Rede Brasil . As casas mais badaladas, restaurantes, bares, festas, lançamentos, shows, entrevistas, eventos sociais em geral, coletivas de imprensa, bastidores e tudo sobre o meio artístico você vai encontrar aqui. @tania.voss

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo