Gamer

Mercado de games gera oportunidades para empreendedores e novos empregos para 2023

Pesquisa afirma que quase 75% da população brasileira jogam jogos eletrônicos

Pesquisa afirma que quase 75% da população brasileira jogam jogos eletrônicos

Um dos principais setores que vem conseguindo atrair novos investimentos e possibilidades de negócios é o de games. E isso acontece muito pelo aumento da demanda, com cada vez mais jovens se interessando por jogos eletrônicos. De acordo com dados da 9ª edição da Pesquisa Game Brasil (PGB), quase 75% da população brasileira joga em alguma plataforma, como smartphones, consoles e computadores.

Sobre esse crescimento exponencial dos games, Guilherme Oliveira, que é CEO da REHL Esports – organização profissional de jogos eletrônicos-, afirma que tudo isso acaba atraindo os pequenos e grandes empresários do Brasil por conta da consolidação do setor no país.

Guilherme Oliveira - CEO REHL Sports
Guilherme Oliveira – CEO REHL Esports

Ao mesmo tempo que o segmento tem muito potencial para evoluir e muito mais negócios para se extraírem, já é um mercado consolidado no restante do mundo. Então investidores estão conseguindo enxergar essa oportunidade e para o bem do e-sport nacional, investindo pesado”, explica

Com mais pessoas interessadas, empresas de desenvolvedores de jogos e organizações profissionais de e-sports foram criadas. De acordo com estimativa da Abragames, cerca de 13 mil pessoas são empregadas diretamente por esse mercado.

E isso faz com que as universidades possam oferecer cursos de capacitação para desenvolvimento de games, principalmente para jovens de 16 a 30 anos, e mais empresas se especializaram, como o caso da Netflix e a Magazine Luiza que estão expandindo seus horizontes para atingir o público cada vez mais “gamificado”.

Acredito que o e-sport ainda irá se tornar uma modalidade das olimpíadas. O potencial de crescimento é gigantesco em todo o mundo, mas ainda mais no Brasil, que em relação a países mais desenvolvidos, fica para trás. Mesmo assim conseguimos ser potência em vários tipos de jogos diferentes”, finaliza.

Mesmo com tantas possibilidades, o mercado de jogos eletrônicos do Brasil ainda está atrás de grandes centros, como Japão, EUA, Finlândia e Rússia, que são os países que mais buscam aquecer o setor. Buscando meios para intensificar os negócios, a consultoria Newzoo prevê que o Brasil irá movimentar US$ 200 bilhões em 2023.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo